Leitores Online

17 de abr de 2009

O Fiel da balança é o Ser Supremo

As pessoas acreditam haver duas entidades espirituais que é, Deus e o Demônio, quando na verdade, só existe uma, que é o Ser Supremo e Nele, está contido os elementos: positivos e negativos, o bem e o mal, o certo e o errado, as causas e os efeitos.
Essas duas polaridades no universo nos dá o equilíbrio perfeito porque Deus é a justiça com sua balança indicando o fiel, o centro, o ponto de equilíbrio entre as forças extremas.
O que chamamos de Deus, nada mais é do que, a harmonia do equilíbrio perfeito. Temos como exemplo de justiça divina: As recompensas, os carmas, as causas e os efeitos e inúmeras outras leis universais que atuam constantemente em tudo e em todos.
As guerras nada mais é do que um castigo coletivo pelas transgressões individuais que em cadeia vai se expandindo e se transformando em: auto sofrimento, auto punição, auto piedade etc., que atinge toda a massa humana até se transformar num inferno político social; com a paz acontece o mesmo, a medida que a humanidade vai fazendo o bem, que é o positivo, vai se transformando em bênçãos ou auto recompensas na lei cósmica até alcançar o paraíso social ou seja, um grau de civilização avançada que possa ser chamada de humanidade.
Tanto o positivo quando o negativo em seu comportamento extremo não está em seu estado natural, o natural, é procurar sempre o ponto de equilíbrio entre essas duas forças, porque o próprio Deus, é o equilíbrio, e toda natureza está em equilíbrio com Ele.
Quando acontece um cataclismo ou qualquer outro fenômeno, que altere a lei física da natureza, esses acontecimentos, são efeitos de um desequilíbrio provocado para estabilizar a causa principal que é o equilíbrio das leis universais.
Deus deu ao homem uma consciência e um livre arbítrio mas deixou para regular essa liberdade suas leis invisíveis, que atuam, desde a lei geofísica, a biológica até a espiritual; portanto, é o que dizemos na linguagem religiosa: Deus é onipotente, onisciente e onipresente.
Esse Ser Superior é dotado de duas polaridades a que chamamos de Deus e de Demônio e que, na verdade, é um só, é um mestre alquimista que trabalha com duas polaridades de energia e que, produz uma terceira em seu elemento normal, equilibrando essas duas forças energéticas numa só.
Não devemos culpar o Ser Supremo de qualquer infortúnio que possa ocorrer em nossas vidas ou com nossos semelhantes porque vivemos num mundo dinâmico e essas coisas têm que acontecer no movimento físico porque somos limitados e mortais e sujeitos a pagar por todas as transgressões das leis que nos cercam. Nós não vemos uma ave cair ao voar porque elas nasceram para voar mas, o avião cai. Nós não vemos os animais ao correr se chocarem mas, os carros colidem porque o homem transgride as leis da velocidade e da própria mecânica. As nossas doenças são um reflexo de nosso comportamento desequilibrado em nossa vida alimentar, mental e sexo sentimental, como também, do reflexo negativo do meio ambiente; portanto, nós somos culpados pelas nossas próprias infelicidades, nós é que atraímos o bem e o mal por pensamento e que, precisamos nos educar para nos conhecer e construir um mundo melhor.
O homem tem que aprender a lidar com essas energias de força cósmica, dominá-las para o seu próprio benefício e saber utilizá-las no seu dia a dia para conseguir o seu bem estar e depois irradiá-las para toda coletividade em forma de paz e amor.
Ernani Serra
Pensamento: O amor é o mais belo sentimento de fraqueza do homem.
Ernani Serra