Leitores Online

17 de abr de 2009

O Novo Sistema Paradisiaco

As pessoas são auto sugestionadas a ponto de serem até hipnotizadas pelas religiões. As religiões usam e abusam da mente criadora dos seus fiéis e também das suas fraquezas, inseguranças, sensibilidades... para manter um status sócio religioso e sua hegemonia dentro do Estado.

A pior de todas as suas manipulações está nos interesses políticos, no poder de mando, na ambição e riqueza de seus membros religiosos, como, também, na arte de fazer GUERRAS SANTAS e jogar os fanáticos contra outras religiões ou mesmo contra o Estado.

Há 3.499 anos que a Bíblia foi escrita e vem anunciando ao mundo cristão um paraíso terrestre e o apocalipse 1:1,2,3 que diz: ... as coisas que brevemente devem acontecer... “ “... porque o tempo está próximo”. E até hoje não aconteceu.

Com uma ameaça de III Guerra Mundial já se anuncia uma destruição total ou parcial da humanidade e alguns acreditam no armagedom que é um tipo de guerra santa em que Deus virá restaurar uma nova ordem justa com paz eterna, abundância, saúde e vida eterna, um verdadeiro paraíso.

Se neste paraíso terrestre em que ninguém irá morrer, como poderá a Terra suportar a explosão demográfica dessas criaturas imortais e se houver um controle de natalidade não haverá mais renovação da espécie humana ou animal. A humanidade estagnará num número “x” de habitantes se houver controle e se não houver, o espaço terrestre será todo tomado pelo homem e não haverá alimentos e nem habitação. Como esse paraíso terrestre será eterno e imortal, teremos também, de receber pela ressurreição dos mortos uma quantidade incomensurável de uma nova população materializada e que, somada aos que estão vivos na Terra, acabarão por se asfixiar numa explosão demográfica.

É lamentável que o homem ainda questione a perfeição divina em nossos tempos, tudo está perfeito em harmoniosa ordem, o paraíso e o inferno estão em nossas mãos e a mercê do nosso livre arbítrio; a vida, como a morte, é um ciclo que se fecha e forma um círculo perfeito e infinito. Tudo que Deus criou foi com a máxima perfeição e temos um paraíso em nossas mãos, só que, sentimos mais prazer com o inferno criado pelo homem e talvez queiramos um paraíso infernal repleto de cogumelos atômicos dando à Terra uma luz própria igual a do Sol.

O que nos falta neste paraíso é a prática do amor, e o amor é um sentimento divino que, quanto mais se ama, menos se fala dele.

Ernani Serra

Pensamento: O amor é como a árvore, quando cresce lentamente, cria raízes profundas.

Ernani Serra