Leitores Online

2 de set de 2009

O Aborto


Extrair uma vida embrionária pelo método abortivo-cirúrgico é voltarmos a um passado primitivo e bárbaro; é um estado de degradação do físico e psíquico da mulher, pois, enquanto a vida intra-uterina é sacrificada, provocando uma dor terrível no ser interno que luta para viver como todo ser vivo, não deixando de ser também, uma violenta tortura para o físico e a mente da pseudo mãe que se entrega a este tipo de operação.
Tudo isso, é um estágio de insegurança, medo e violência no ambiente intoleravelmente hostil em que vivemos; é uma violência aos direitos humanos.
O aborto é um ato de covardia daqueles que não possuem personalidade suficiente para enfrentar a realidade e, como todos os covardes, agem com métodos traiçoeiros contra frágeis e indefesos seres embrionários.
A mulher que troca friamente seu filho por preconceitos e tabus de uma sociedade medíocre; não passa de um laboratório. É uma infeliz que não sabe defender o que é seu, pois o filho é mais da mulher que do homem. Ele pode ter suas dúvidas quanto ao filho que está para nascer mas a mulher não. Ela o alimenta durante a gestação, constituindo-se um elo coeso e inseparável da mesma.
Se o aborto for legalizado no Brasil, as maternidades irão se transformar em cadafalsos; O Congresso Nacional sancionará a sentença condenatória e as crianças serão os réus condenados; os médicos usarão capuzes negros e se tornarão carrascos e, a mãe que participar se tornará uma andróide manipulada por forças malignas.
A mãe que sabe agradecer a Deus a dádiva da fecundação, é uma criatura humana, tem coragem para enfrentar a tudo e a todos e sobretudo amor próprio.

Ernani Serra

Pensamento: Quando a pessoa viciada em drogas, não se trata e nem deixa o vício deliberadamente, a sua saúde e a sua vida está por um fio.


Ernani Serra