Leitores Online

3 de set de 2009

A Verdadeira História do Brasil


Essa é uma história que nunca foi narrada nas escolas e muito menos nos meios familiares porque foi tão maquiada e manipulada pelos políticos que ficou na obscuridade a verdadeira História do Brasil.
Na época do descobrimento vieram os estrangeiros com a intenção de pilhar as riquezas e as terras indígenas. Enganaram os índios com bugigangas e tomaram posse da terra. Trouxeram os jesuítas para uma pseudo-catequese, os jesuíta foram os inocentes úteis que serviram para armar as armadilhas para os índios serem trucidados, pelos bárbaros homens civilizados.
Com a expulsão dos índios do litoral e de uma falsa aliança com algumas tribos, os brancos, começaram a tomar posse da terra e dividi-las em Capitanias Hereditárias como se fossem suas de fato e de direito.
Com essa nova sociedade vieram as escórias da sociedade portuguesa para aumentar a população branca e alguns capitães para governar e desenvolver a economia para exportar para Portugal.
Foi através dos Governadores Gerais que o Brasil começou o seu período de desenvolvimento econômico e o aparecimento das cidades que hoje é o Rio de Janeiro e São Paulo.
O império português com medo de Napoleão Bonaparte invadir Lisboa e seu território, e tendo um Exército inferior e sem preparo bélico para enfrentar a França sua inimiga, então, a família imperial, com medo, achou por bem se refugiar num primitivo, desprezado e longínquo território colonial chamado Brasil.
Quando chegaram no porto de São Salvador-BA foram bem recebidos pelos baianos e depois partiram para o Rio de Janeiro e lá se instalaram, mas, com o passar do tempo, o arrogante Imperador começou a tomar a força os melhores prédios dos antigos moradores brasileiros para se instalarem no que tinha de melhor na época. Os prédios confiscados eram marcados com o símbolo PR nas fachadas que simbolizava PRÍNCIPE REGENTE, mas o povo que não gostou daquele despejo forçado, começou a xingar a Família Real dizendo; Que PR queria dizer: Prédio Roubado ou Ponha-se na Rua.
Com a queda do Império Napoleônico a Família Real que não gostava do Brasil voltou para Portugal. A rainha cheia de ódio tirou os sapatos e raspou no convés do navio para não entrar em território português com o pó da terra brasileira.
Estrategicamente, o rei de Portugal deixou seu filho como imperador do Brasil.
No decorrer dos anos ele se tornou impopular e começaram as primeiras revoluções que se espalharam por todo território brasileiro. D.Pedro I com medo de perder o trono para um brasileiro que eles denominaram de aventureiros, então, deu o Grito de Independência ou Morte que não passou de uma farsa para encobrir um acordo entre pai e filho. Uma das provas desse acordo foi o não ataque de Portugal as frágeis tropas brasileiras. Outra prova do acordo da Independência do Brasil foi a ida de D.Pedro I para Portugal quando ficou tuberculoso, se ele amasse o Brasil como dizia, morreria aqui, e se ele tivesse realmente cortado o vínculo com Portugal jamais iria morrer em sua terra natal e nem a família real iria perdoá-lo por tal traição ao povo português. Essa falsa independência não foi suficiente para acabar com a rivalidade do povo contra o império brasileiro.
Veio o segundo império com o filho de D.Pedro I, o Imperador D. Pedro II.
Toda benfeitoria que o imperador fez no Brasil foi em benefício da corte real brasileira, para dar mais conforto e segurança aos súditos da realeza.
Quando a família real portuguesa saiu em definitivo do Brasil, por vingança e ambição saquearam os cofres do Banco do Brasil sem falar nas minas de ouro que foram exploradas e enviadas as riquezas para Portugal durante longos anos de Império, deixando o Brasil, a mercê de um acordo luso-britânico que na época bancou o FMI de hoje. Pelo visto, o Brasil nunca foi independente em época nenhuma. Hoje, os políticos continuam a não dar a mínima pelas riquezas do Brasil, deixando que os contrabandistas da madeira, do ouro, das pedras preciosas e outros minérios valiosos saiam do país sem nenhum tributo para os cofres da nação. O Brasil vai ficando mais pobre a cada dia que as riquezas são roubadas. Ernani Serra
Pensamento: O príncipe que ouve de bom grado as palavras da mentira, só os ímpios tem por ministros. Provérbios 12 da Bíblia Sagrada