Leitores Online

7 de abr de 2010

Prêmio Nobel da Paz



No dia que o Presidente Barack Obama foi homenageado com a honraria do Prêmio Nobel, a humanidade se constrangeu com o seu discurso, fazendo apologia as guerras.

Não sabe essa mesma humanidade que no momento atual ele está com toda razão em fomentar as guerras pela paz mundial.

A Conferência de Copenhague não passou de uma tentativa em abrandar o efeito estufa do planeta e não deixa de ser um paliativo que não vai resolver o problema mundial, pois, não existe um interesse global político de diminuir a poluição, mesmo que houvesse, não resolveria o aquecimento da Terra, porque a humanidade continuaria se expandindo de maneira indiscriminada e desordenada.

Deveria haver uma conscientização mundial para as pessoas evitarem filhos e baixarem a porcentagem demográfica, isso sim, diminuiria a médio ou a longo prazo todos os problemas do meio ambiente; enquanto a humanidade não se conscientizar de que ela é a principal responsável por todos os fenômenos catastróficos da natureza através da própria poluição, desmatamento, queimadas etc. não haverá solução para evitar a extinção de todos os seres vivos. Não adianta Conferências porque o ser humano não se entende nem através do diálogo.

Estamos num planeta condenado a morrermos num inferno aquecido pela própria humanidade como está previsto pelos cientistas japoneses em suas pesquisas e acham que, em 2100, o Globo Terrestre está todo em vermelho no Mapa Mundial, representando o aquecimento do planeta.

Deus deu ao homem um paraíso e ele está transformando num inferno como demônio que é.

Talvez, ele está sabendo que não vai salvar a humanidade com programas antipoluentes baixando o nível de poluição em 20% até o ano de 2020, enquanto isso, a população irá triplicar e, essa porcentagem não vai ter valor nenhum, ao contrário, vai piorar.

Talvez, ele vai fazer guerras para diminuir a explosão demográfica e salvar a humanidade da extinção.

O ser humano está diabolicamente possesso ou enlouquecido pela nova sociedade de consumo e poder. Cada dia o ser humano está mais perverso e sem limites em sua maldade.

Não tenho pena nem piedade desta humanidade diabólica que a cada dia se torna mais cruel.

Tenho pena dessas vítimas da humanidade que são: a Fauna e a Flora de nosso planeta que estão sofrendo e sendo extintas pelo monstro homem.

Com a diminuição da humanidade ou a extinção dela que não está sendo mais humana, a natureza agradece porque o planeta continuará vivo e a fauna e a flora será salva da sanha do ser humano em expansão.

Se a humanidade se conscientizasse do perigo da explosão demográfica e amasse a si mesmo, não teria mais filhos por um período de 50 anos.


Por: Ernani Serra


Pensamento: Aquele que ouve, vê e cala, não passa de um covarde.
Ernani Serra