Leitores Online

22 de mai de 2010

O Frade da Lanterna


Outrora, um frade franciscano resolveu sair pelo mundo com uma lanterna. Encontrou outro frade que intrigado perguntou-lhe:

___Aonde vais? Meu irmão frade.

___Vou andar pelo mundo.

___E para que essa lanterna acesa.

___Estou procurando um homem honesto.

___Ainda não encontraste?

___Claro que não. Já andei no meio do povo e não encontrei um homem honesto. Fui no comércio e lá só encontrei desonestos. Estive entre os políticos, esses foram os piores só tinham corruptos.

___Então o mundo está perdido?

___Pelas minhas andanças pelo mundo inteiro só encontrei o pecado da ambição e do poder.

___Onde está a honestidade?

___A honestidade morreu. Só tem um túmulo branco como todos os homens são: caiados por fora e podres por dentro.

___Então caro irmão, o que vai acontecer com o mundo?

___O mundo vai ser destruído por todos os vícios e pecados do homem.

___Qual é o maior pecado do homem? Irmão.

___O maior pecado do homem é a avareza, o egoísmo e a desonestidade.

___Você sabendo de tudo isso, ainda vai procurar um homem honesto?

___Sim. Só vou apagar essa lanterna quando encontrar pelo menos um homem honesto neste mundo.

___Adeus amigo frade da lanterna. Espero que encontre um dia.

___Adeus meu irmão.

Lá foi o frade com sua luz a procura da honestidade.





Por: Ernani Serra
Pensamento: Só tem luz porque há trevas.