Leitores Online

30 de nov de 2010

Os miseráveis guerreiros do diabo


Os guerreiros do Diabo são aquelas pobres criaturas que vivem na miséria e abandonadas a própria sorte. Quem chega primeiro toma conta de suas almas e corpos, pois, são seres carentes que não tiveram a sorte de serem amados nem pela própria família, vivem sem presente e sem futuro.

Os governantes não lhes dão chances alguma para sobreviverem e são jogados nos esgotos das vielas, das favelas e palafitas, sem educação, sem instrução, marginalizados por tudo e por todos, ninguém os aceita como seres humanos, e como criaturas sem nenhuma opção e cheio de revoltas dentro de si, por não ter uma família legal, não ter uma infância normal, sempre desejando o que nunca pode ter: amor, carinho e brinquedos.

É com essa revolta, reprimida e cheio de ódio, são capazes de barbáries e se tornam uns monstros dentro da sociedade, que não ajudam em nada, para mudar aquele panorama dantesco de vida. Além de faltarem tudo, ainda recebem brutalidades por atos ou palavras de seus pais que vêm da mesma situação econômica, financeira e sem educação e nem instrução; é um elo e uma cascata que atinge aquele submundo social, é quase impossível se desvencilhar daquele meio cruel e violento.

Julgar aquelas almas que vivem no inferno de si mesma é muito fácil, difícil é resolver o problema delas.

É neste ínterim que chega os traficantes de drogas e armas, através do seu testa de ferro, que manipulam e arregimentam um exército de criaturas carentes com falsas promessas e para garantir esse trato diabólico, começam a viciar suas mentes com as drogas, e eles ficam escravos do testa de ferro. Esse chefe é que fica com uma grande parte do dinheiro da venda das drogas e vive na comunidade com todo conforto, enquanto os seus asseclas ganham ninharias pelo serviço sujo e vivem mal vestidos, continuam revoltados sem ter nada na vida, com ódio no coração.

O chefão põe armas nas mãos dessas criaturas ainda adolescentes para dar uma posição de status, poder e tirania terrorista. Esses soldadinhos do Diabo começam a ter certos privilégios na comunidade como: baladas, sexo com garotas da faixa etária, bebidas alcoólicas, drogas, verdadeiras orgias romanas, tudo isso, os deixam muitos felizes no momento.

Eles se tornam marionetes nas mãos do chefão do tráfico nos morros ou em outro qualquer lugar. Têm armas pesadas mas não sabem lidar com eficiência, não têm tática e nem estratégia de guerrilhas, são verdadeiros coelhos assustados quando se defrontam com militares armados, fogem apavorados e se mostram quantos são jovens, tímidos e medrosos diante do inimigo, não são guerreiros de fato e de direito são guerrilheiros de fachada e de mentirinha.

Todo mundo os odeiam pela sua violência quando está com a vítima sob o seu controle. Todos querem vê-los presos e mortos essa é a índole do ser humano que procura o caminho mais fácil de julgar.

Infelizmente, ninguém julga o traficante principal que vive na alta sociedade, camuflado como cidadão de bem, e é responsável pela entrada de toneladas de drogas e armas pesadas, e ainda, é causador pela miséria social e de seus guerreiros do Diabo.






Por: Ernani Serra
Pensamento: Deus não está lá fora, olhando ou julgando, está presente aí dentro. Dentro de você. Em cada célula do seu corpo. Do livro: 2012 – A ERA DE OURO