Leitores Online

28 de dez de 2010

Paramilitares Indígenas


Hoje 26 de dezembro de 2010, o FANTÁSTICO SHOW DA VIDA da rede de televisão da GLOBO, apresentou um documentário a respeito dos índios no Brasil.

Os índios estão sendo viciados em bebidas alcoólicas e se tornando alcoólatras. A FUNAI sabe disso e faz vista grossa, não dá a mínima para a desgraça dos índios. A sociedade indígena está sendo desestruturada através de vícios como: o álcool que está destruindo os jovens, adultos e idosos, e a prostituição dos adolescentes. A sociedade branca está querendo exterminar essa raça pura que no passado eram livres e dominavam a floresta. Hoje, eles vivem agrilhoados a órgãos que dizem estar protegendo e na verdade nada estão fazendo pelo bem-estar das tribos indígenas brasileiras.

Uma dessas tribos formou um batalhão paramilitar para defender os seus interesses, já que, nenhum órgão do governo federal toma as devidas providências, mesmo quando, os problemas são denunciados pelos índios; é o caso da Polícia Federal que registra a ocorrência mais não vai ao local para apurar a denúncia, e os índios ficam sem proteção a mercê dos traficantes de bebidas alcoólicas e depois vêm as drogas e o fumo.

Esse pequeno grupo de militares clandestinos que não são reconhecidos pelas autoridades da civilização branca e ainda condenam por não ser legal e não ter nenhum respaldo dentro das leis dos brancos.

Esses paramilitares indígenas não usam armas de fogo, somente usam cassetetes como arma de autodefesa são condenados pela justiça e pela FUNAI que desejam que eles continuem indefesos a mercê dos vícios.

As autoridades dos brancos deveriam apoiar esse grupo de militares indígenas que estão querendo defender as fronteiras do Brasil contra o narcotráfico. E por que não dão a legitimidade aos índios de defender os seus direitos morais, da terra e do território brasileiro. O Exército Brasileiro deveria apoiar essa causa que é nobre e treinar esses índios como verdadeiros soldados para defender a nossa fronteira, dando aos índios soldos como verdadeiros soldados que querem moralizar a sua sociedade tribal e defender a Pátria.

Se a justiça brasileira, a FUNAI, e a Polícia Federal se opõem a iniciativa indígena é porque não querem a sua liberdade e sem querer, estão coniventes com o narcotráfico de fronteiras. Os políticos e toda autoridade deveria dar graças a Deus ter um povo indígena interessado em defender o território do Brasil porque eles são os únicos que conhecem bem a floresta e poderão ser muito úteis no combate ao tráfico de: bebidas alcoólicas, drogas, armas, animais silvestres etc.

Por acaso os brancos têm medo que os índios se tornem fortes dentro de sua sociedade e impeçam no futuro que os brancos tomem as suas terras, os expulsem e os exterminem através de doenças, vícios e os tornem fracos mendigos.

É preciso apoiar os índios em suas reivindicações porque eles são cidadãos brasileiros. O que está acontecendo agora, é uma discriminação racial, onde os brancos dizem que fazem e nada fazem pelos índios e estão classificando como cidadãos de terceira classe ou como animais, como outrora, um Presidente da República do Brasil disse que os índios não eram gente podiam atirar para matar que eles eram animais. Até hoje, têm muita gente branca que não gosta dos índios e vivem pichando de indolentes e com olho em suas terras. A sociedade brasileira dos brancos estão querendo esfacelar essa cultura indígena até tornar num pó, num nada e confiscar todas as suas terras para os brancos. Quem vai defender essa classe indígena sem nenhum poder: financeiro, econômico e político. Quando aparecem riquezas em seus territórios quem vai explorar? Os brancos.









Por: Ernani Serra
Pensamento: Alguém é velho quando os pesares tomam o lugar dos sonhos.
John Barrymore