Leitores Online

15 de jan de 2011

Interesses e Forças Ocultos


O Brasil precisa ampliar e aprofundar os canais dos portos para receber navios de grandes calados e modernizar todos os portos brasileiros, aumentando a frota de cabotagem, para que haja escoamento dos produtos internos para o exterior e vice-versa.

Por trás, nos bastidores da corrupção, existe uma reação contrária à ampliação dos portos. São os próprios órgãos do governo que estão comprometidos com os poderosos da frota rodoviária e também, fazem reação contrária, para disputar a hegemonia das obras portuárias e respectivamente os benefícios financeiros.

Para exemplificar o contexto supracitado, na década de 1950 chegou ao porto de Natal-RN um navio draga com a finalidade de aprofundar o canal do porto no Rio Potengi.

Houve tanta burocracia entre dois órgãos federais ligados ao porto, brigando entre si, para saber quais dos dois órgãos iriam ficar com o comando da draga e do serviço portuário. Neste ínterim, o capitão do navio recebeu ordens para danificar o navio draga, o capitão rebentou uma peça que impossibilitou o funcionamento da draga. No final de tudo, não houve nenhuma dragagem no porto de Natal. São assim, que esses órgãos governamentais, boicotam um projeto de desenvolvimento e progresso para o Brasil.

Existem políticos e poder econômico interessados no arcaísmo dos portos brasileiros. Em vez de se unirem para desenvolver o país, eles simplesmente, entravam para não haver melhoramento nos portos. Existem muitos interesses e forças ocultos dentro dos portos e fora deles.









Por: Ernani Serra
Pensamento: Todos querem viver muito tempo, mas ninguém quer envelhecer.
Jonathan Swift