Leitores Online

3 de jan de 2011

Reforma Educacional e Jurídica


O governo federal deveria solicitar aos governadores dos estados que façam no ensino Fundamental II, Médio e Superior, as seguintes reformas:

1 – Mudar todos os Diretores e corpo docente dessas instituições educacionais por uma nova mentalidade mais jovem que precisam trabalhar e não têm os vícios dos idosos de perseguição aos alunos, de faltar ao trabalho e negligência.

Esse corpo docente antigo está desatualizado e não tem mais interesse em ensinar os alunos, para eles tanto faz como tanto fez, cada um que se vire não têm mais garra para ensinar e tem medo dos alunos violentos. Se quiser melhorar o ensino tem que injetar sangue novo nesses órgãos viciados.

O mesmo deve acontecer com o serviço de secretarias dos estabelecimentos de educação que não têm organização burocrática e deve passar por um serviço mais moderno e sem burocracia.

Quanto aos alunos violentos, que agredirem os professores, devem ser punidos com a expulsão da escola e sem direito a matrícula em nenhum estabelecimento educacional do governo. Se esses elementos nocivos quiserem estudar que paguem um colégio particular. O mesmo deve ser feito com os traficantes e pichadores dentro das áreas das escolas. Só assim, haverá um saneamento, com respeito à instituição, aos mestres e a ordem social.

2 – É preciso que o governo federal melhore o ensino nas Faculdades de Direito e acabe com a discriminação com os Cursos da OAB que está desmoralizando o ensino superior. Os advogados ao saírem das Faculdades não devem mais ser submetidos a provas na OAB e sim, já estarem prontos para advogarem, pois, concluíram com êxito a Faculdade de Direito que deve ter tradição e responsabilidade com seus alunos. Esses cursos da OAB pode ser um empecilho para os advogados na área de trabalho deixando todos eles, frustrados com os seus Diplomas inoperantes e sem nenhum valor profissional, isso é uma desmoralização ao ensino superior do país, é o mesmo que dizer que o ensino superior não ensina nada, é uma fraude, é uma desmoralização total ao ensino do Brasil. É por isso que tem poucos juizes no mercado jurídico.

3 - Quanto a Justiça deve também passar por uma reforma em seu quadro de pessoal, demitindo todo aquele pessoal antigo, cheio de vícios e injetar sangue novo. Colocar juizes de verdade e não juizes leigos para julgar processos, e evitar as injustiças por não terem conhecimento das leis e nem uma Faculdade de Direito. Essas equipes terceirizadas que estão dentro do judiciário estão desmoralizando a Justiça por não julgarem bem os processos. Se não têm juizes suficientes na praça, então, porque não colocam os estudantes de Direito para ajudar na elaboração e julgamento dos processos, dando agilidade e evitando o congestionamento dos processos nos depósitos. O judiciário precisa se modernizar com equipes bem treinadas na burocracia para dar andamento nos processos e conseguir credibilidade nos seus julgamentos.

O governo federal deveria elaborar uma equipe em todos os Estados para fiscalizar o andamento dos processos, seus julgamentos, e evitarem injustiças, e também, uma fiscalização nos educandários dos Estados para fazer um Balanço Burocrático nas Secretarias das Escolas.









Por: Ernani Serra
Pensamento: Para mim, sentir-se velho é sinal de desistência da vida.
B.W.