Leitores Online

5 de fev de 2011

Armamentos Bélicos que Inflacionam


Em algumas décadas atrás, os norte-americanos se sentiram ameaçados com a valorização da moeda japonesa e do crescimento do PIB e impuseram ao Japão uma compra desnecessária de aviões e materiais bélicos, que foi rejeitada, mas com as pressões norte-americanas, os japoneses se renderam e fizeram à compra.

A reserva japonesa em Dólares que estava ameaçando os Estados Unidos (USA), com esses gastos desnecessários na compra imposta, deixou a moeda norte-americana em posição confortável.

Infelizmente, o Brasil capitulou e compramos aviões de guerra para não investirmos em programas sócios econômicos que venha a beneficiar o nosso povo. Botamos a corda no pescoço.

No passado, o ex-presidente militar Ernesto Geisel para ajudar os seus co-irmãos da Alemanha, fez uma compra bilionária de uma Usina Nuclear do tipo piscina que na época já estava arcaico e ainda com risco de contaminação do meio ambiente. Em outros países, essas usinas nucleares são instaladas em áreas desérticas, no Brasil, escolheu um cartão postal, Angra dos Reis, um dos lugares litorâneos mais belos do Rio de Janeiro. Verdadeiro crime ambiental. Na época o Brasil comprou essas usinas a preço de ouro quando na verdade, poucos valiam, já estavam obsoletas.

O Presidente JK também contribuiu na época com a inflação galopante e o déficit da nossa reserva em Dólares com a construção da Capital do Brasil (Brasília) e ainda com a compra de um navio Porta Aviões (Minas Gerais), uma sucata reformada a preço de uma belonave nova. Para que comprar uma sucata a mais, para aumentar o ferro velho da frota naval da segunda guerra, arrendados pelos Estados Unidos (USA) ao Brasil.

Agora chega a Aeronáutica com aquiescência da Presidência da República e compra uma esquadrilha nova, alegando aviões velhos e sem condições para patrulhar o espaço aéreo. Para começar não temos nenhum inimigo fronteiriço e nem ameaças de invasão e os aviões que temos pode muito bem defender as fronteiras de contrabandistas ou de guerrilheiros. O Brasil deveria adquirir uma esquadrilha de aviões que sobem e descem na vertical aos fabricantes ingleses, esses sim, são importantes ao combate ao narcotráfico, aos guerrilheiros e aos socorros na selva Amazônica, porque descem em qualquer clareira, é um protótipo de helicóptero, apesar de estar ultrapassado no tempo e no espaço, esses aviões de guerra seriam muito úteis para as condições de terreno no Brasil. O negócio é não comprar sucata e sim, fazer um pedido desses aviões britânicos mais modernos e novos. É um avião para qualquer tipo de guerra e terreno, aparecem sempre em filmes americanos.










Por: Ernani Serra
Pensamento: Mais vale um covarde vivo do que um herói morto.
Adágio Popular