Leitores Online

28 de fev de 2011

Corrupção no Samu 192



No dia 26/02/2011 o Jornal Nacional da rede Globo de Jornalismo denunciou a corrupção de centenas de ambulâncias recém adquiridas em 2010 pelo Ministério da Saúde e abandonadas em pátios do Corpo de Bombeiros, outras nas garagens dos Postos do SAMU 192 se estragando, alegando os responsáveis que as ambulâncias e o posto não tinham médicos para inauguração e funcionamento. Esse descaso com o dinheiro público está ocorrendo em todos os Estados do Brasil, o povo precisando de socorro médico e as ambulâncias paradas sendo deterioradas pelo tempo nas garagens e depósitos das Prefeituras do Brasil.

O Ministério da Saúde vai distribuir a todos os Estados e o Distrito Federal a primeira remessa de ambulâncias de um total de 2.312 adquiridas pelo governo federal. O investimento na compra das 2.312 ambulâncias, a maior já feita pelo Ministério da Saúde, foi de R$ 256,4 milhões. O governo federal repassará aos Estados R$719,1 milhões por ano para o custeio das atividades. As 650 ambulâncias da primeira remessa custaram R$ 75,8 milhões e os Estados e Municípios receberão R$ 97,5 milhões por ano para manutenção do serviço.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro José Gomes Temporão participam de cerimônia de entrega dos veículos nesta quinta-feira (25), em Tatuí (SP). Caberá aos governos locais contratar as equipes e colocar as ambulâncias em funcionamento.

As ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192) estão virando sucatas nos depósitos de ferros velhos das prefeituras e dos Estados, verdadeiros crime contra a população carente e a saúde pública.

Quem vê o governo aplicando essa verba na saúde de urgência em ambulâncias novas toda equipada no atendimento de UTI parece até que estão interessados em salvar vidas. Estão sim, interessados em salvar os seus bolsos com porcentagens na aquisição desses veículos.

As Prefeituras e o Estado alegam que não tem equipes médicas; onde estão as verbas federais de R$ 97,5 milhões por ano que foram enviadas aos Estados e Municípios para manutenção dos serviços dessa primeira remessa com as ambulâncias e pessoal de saúde?

O que está havendo, é um descaso das autoridades, que não querem o bem-estar da população, estão investindo em causa própria na corrupção.

Dá dó ver essas ambulâncias bonitas, novas e bem equipadas e custando mais de R$ 100 mil cada veículo, abandonadas a esmo, por quem deveria proteger os interesses do povo. São cognominados de representantes do povo. O povo está bem representado na corrupção política.











Por: Ernani Serra
Pensamento: Quem corrompe o povo, corrompe a si próprio.
Ernani Serra