Leitores Online

12 de fev de 2011

Freud e a Hipnose


O psiquiatra austríaco Sigmund Freud em sua época teve muito sucesso em suas pesquisas científicas principalmente no tratamento e cura de medos, fobias, neuroses e todo tipo de doenças psicossomáticas através da hipnose. Deveria haver uma área da Ciência para ensinamento e pesquisa científica da hipnose nas Universidades.

O que existe nos meios científicos é um preconceito dessa metodologia que no passado foi muito usada por pessoas sem nenhum conhecimento científico em apresentações públicas como: circo, teatro, televisão, praças públicas... A hipnose deveria ser estendida a todas as clínicas incluindo ao SUS e aos hospitais.

Os médicos não praticam esse tipo de tratamento por causa do lobby das indústrias farmacêuticas sobre toda a classe médica, e dos preconceitos por se tratar de uma técnica milenar praticada por um povo leigo; e também, com medo de represálias de se tornar um charlatão perante o Conselho de Medicina e por não ser a hipnose reconhecida perante a Ciência. Faz-se necessário mudar esse conceito errôneo sobre a hipnose e reconhecer a sua utilidade em benefício da população de baixa renda.

A hipnose deveria ser reconhecida e aplicada como pesquisa científica nas mentes dos detentos para descobrir os crimes ocultos que não querem revelar e também para inverter sua mente criminosa com ordens ao subconsciente de não matar, não estuprar, não roubar etc. deixando mansos e sociáveis. A hipnose ia descobrir as causas profundas de tanto ódio e eliminar da mente criminosa essas causas e efeitos. O mesmo deveria ser feito com os policiais corruptos e doentes nas corporações militares.











Por: Ernani Serra
Pensamento: A mente humana é um cofre, cujo segredo, está no próprio cérebro.
Ernani Serra