Leitores Online

19 de mai de 2011

Drogas, sexo e violência nas escolas


Para que tantos “educandários” que não servem para nada, só servem para os alunos aprenderem a usar drogas dentro e fora dos colégios, são verdadeiros ninhos de cobras, pardieiros mal conservados, um amontoado de gente que não querem estudar e sim, badernar.

Os estudantes de hoje são os futuros marginais de amanhã, têm índoles perversas e são de alta periculosidade porque entram nos colégios com armas brancas, de fogo e outros apetrechos perigosos, de vez enquanto, estão se engalfinhando as jovens e os jovens com seus colegas de classe e às vezes formam turmas para espancarem na rua ou dentro dos “educandários” os colegas rivais.


Constataram que as jovens entram nos banheiros masculinos e houve um caso em que um casal de estudantes fez sexo na carteira do professor na hora de intervalo das aulas. Sem falar nas agressões de estudantes contra os professores.

Muitos vão para o banheiro ou mesmo dentro do recinto das escolas para fazerem uso de drogas abertamente.

Infelizmente, a autoridade do Ministério da Educação nada tem feito para acabar com essas casas de prostituição chamadas de escolas.

Os alunos é que mandam nesses “educandários” e os professores e diretores ficam acuados e temem a fúria desses marginais estudantis.

O certo era mudar toda direção dessas escolas fazendo uma varredura disciplinar, pois têm professores e diretores coniventes com a violência e o tráfego de drogas. Os professores faltam aulas constantemente todos os dias e os alunos ficam ociosos no recinto escolar. Quem cala e faz vista grossa está sendo conivente com o crime.

É preciso de uma lei ou norma que expulsem esses maus alunos do convívio escolar público em definitivo e quem quiser estudar que procure escolas particulares e em caso de crime ou violência deve ser entregue esse aluno ou alunos às autoridades policiais para sofrer a punição legal.

Esses marginais que se matriculam nas escolas não querem estudar, estão a serviço do narcotráfico para aliciar jovens que querem estudar.

A educação no Brasil está uma vergonha nacional.

Para que tantas matérias se os estudantes não estudam nada. O certo seria que o MEC fizesse o seguinte:

Fundamental II

Na 5ª e 7ª Série só se aplicam às matérias de: Matemática e Português durante o ano todo, sem falta dos professores nas salas de aulas, dessa maneira os alunos aprenderão melhor essas duas matérias.

Na 6ª e 8ª Série aplicam-se o ano todo somente às matérias restantes como: Ciência, Geografia, História...

No ensino Médio deve ser feito à mesma coisa.

Dessa maneira os alunos aprendem mais as matérias e não fica preocupado com tantas matérias o ano todo.

Essa reforma é melhor do que o do MEC que está querendo aplicar o livro (Por uma Vida Melhor) da professora Heloísa Ramos.









Por: Ernani Serra
Pensamento: Sua alma necessita de sonhos, assim como seus pulmões necessitam de oxigênio para viver.
(2012 – A ERA DE OURO)