Leitores Online

24 de mai de 2011

Impunidades das Leis Ambientais


Por haver tantas impunidades é que os crimes ambientais não estão sendo levados a sério.

Não adianta esse Novo Código Florestal, pois, os ruralistas vão continuar a destruir indiscriminadamente a flora e a fauna silvestre.

Os criminosos ruralistas destroem milhares e milhões de hectares de florestas e que punição são dada a esses meliantes? Apenas pequenas multas de quinze mil reais enquanto os lucros chegam às casas dos milhões de reais. É por isso que eles não param com o crime, porque o crime compensa.



Se houvesse uma punição severa como:

1 - Teriam que pagar aos Cofres Públicos da União o valor do desmatamento e com juros e correção monetária. Isso sim, era justo e esses exterminadores iriam pensar duas vezes para destruir a floresta.
2 – Caso não pudessem pagar essa punição milionária então o governo leiloaria toda a fazenda ou confiscava.
3 – Para esses crimes ambientais não haveria como recorrer na justiça. Devem ser tidos como crimes inafiançáveis. Esses três itens deveriam constar no Novo Código Florestal.

Infelizmente nunca vai constar esses três itens nesse código, porque a maioria dos políticos são latifundiários e estão coniventes com os meliantes que destroem vidas, não só da fauna e flora silvestre, como também são criminosos que estão levando a natureza a esterilidade e no futuro a destruição de vidas humanas.

Esses criminosos do meio ambiente matam em massa todas as vidas da natureza, é insensível a vida alheia.










Por: Ernani Serra
Pensamento: A liberdade de pensamento é uma conquista de cada dia e esta felizmente ninguém nos pode tolher.
Elaine Moreno Ibanez