Leitores Online

14 de jun de 2011

Alfa ou Ômega


Com o crescimento desordenado da natalidade humana, deu-se origem a muitos problemas, entre eles, dos descobrimentos de terras, das conquistas armadas, como por exemplo, as duas grandes Guerras Mundiais num genocídio desumano com o extermínio de milhões de almas, que deram suas vidas em vão, por uma ideologia política que não trouxe nenhum benefício à humanidade e os problemas continuaram: os mesmos ou piores.

A humanidade ainda não se deu conta de que não devem ter filhos para diminuir a explosão demográfica.

Com a superpopulação vem o desemprego, o crescimento das favelas, palafitas e cortiços trazendo a poluição ambiental (lixos e dejetos) com a proliferação, de ratos, baratas, pernilongos, etc. causando as epidemias e com elas uma grande mortandade.

Com esse crescimento humano aumenta as distâncias entre as classes: Ricas, Pobres, Miseráveis e Nômades, e na mesma proporção, cresce a prostituição em busca de dinheiro que são aliciadas aos vícios: do tabagismo, do alcoolismo, dos jogos de azar e drogas; e também, a violência urbana que faz parte da população desempregada, ociosa ou ambiciosa em busca da sobrevivência, do enriquecimento rápido e ilícito.

Com esse crescimento desenfreado da humanidade à procura de espaços para edificações de habitat e estradas de rodo ferrovias, o homem, está sacrificando a fauna e a flora silvestre, abrindo clareiras enormes que vai se transformando em áreas áridas que avança através dos tempos provocando o fenômeno desértico.

Os desmatamentos florestais é um grande crime contra a natureza com o extermínio de árvores centenárias, à extinção de rios perenes, provocando as secas periódicas de algumas regiões e os desertos irreversíveis.

Com a modificação das paisagens do nosso planeta Terra estamos sofrendo com mais freqüência a ira da Mãe Natureza com as catástrofes das: enchentes, chuvas de granizos, furacões, ciclones, terremotos, maremotos, aquecimento global etc. temos como exemplo; São Paulo com sua megalópole que outrora tinha grandes florestas e rios caudalosos, e hoje o que tem? Só tem uma floresta de pedras, até sua água potável vem dos rios de Minas Gerais, porque os seus rios foram destruídos com a poluição ambiental, ainda por cima, temos a poluição do ar, sonora e das águas, destruindo todo o meio ambiente.

No passado, a paisagem e o clima do mundo era outro; com rios perenes, cristalinos e vivos, ar puro e florestas exuberantes. Hoje, estas áreas foram morrendo, poluídas e destruídas pelo homem, só restam cidades ilusórias com uma população de andróides.

O deserto de Saara já foi uma floresta, o Egito, o Oriente Médio e a África também.

O perigo no futuro é a destruição da floresta do Estado do Amazonas pelo cupim “HOMEM” que avança pelo verde como se fossem um bando de lagartas e uma nuvem de gafanhotos famintos, mas de ambição, quando não tiver mais árvores para derrubar e nem florestas para destruir vão comer concreto e areia do próprio deserto que estão criando.

As autoridades brasileiras estão criando inúmeros Novos Estados e um Novo Código Florestal para destruir o mais breve possível as grandes florestas temendo uma internacionalização do Amazonas pela ONU, é por isso, que está havendo essa corrida para povoar e desmatar a Região Norte e outras do Brasil.

Temos que conter com urgência o crescimento da humanidade em todos os países, porque ela é mais perigosa que bombas nucleares, mais devastadoras que todos os ciclones, maremotos, terremotos, vulcões, em fim, do que todas as catástrofes juntas do mundo.

As causas de todos os problemas do mundo é a explosão demográfica que vai se tornar no futuro o apocalipse no mundo animal e vegetal. Será que vale a pena colocar criaturas inocentes num mundo cruel e infernal como este?

Precisamos de imediato conscientizar a humanidade desses perigos através da educação, instrução e de todos os meios de comunicações (as mídias) para mostrar os prós e os contras da explosão demográfica mundial e suas conseqüências destruidoras no meio ambiente como: poluindo e destruindo rios, mares, florestas, envenenando o Pólo Norte e Sul e todo o ar do planeta, através das indústrias e materiais químicos, dejetos urbanos, e com isso, destruindo a camada de Ozônio da Terra.

Temos que mostrar a humanidade quê; com uma população equilibrada teremos um povo saudável e um planeta onde possamos viver felizes, respeitando a Mãe Natureza.











Por: Ernani Serra
Pensamento: O que importa as ameaças da tempestade quando a esperança se levanta tenaz, firme e forte.
Elaine Moreno Ibanez
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=4bm6-1DC0_w