Leitores Online

29 de jun de 2011

Crise Mundial



O mundo está sendo manipulado pelas multifinanceiras e pelas multinacionais com a intenção de dominar o mundo.

Os países estão se comprometendo com empréstimos em vários bancos e no final ficam sem capacidade de honrar seus compromissos com todos, e são obrigados a se comprometer com um só empréstimo para pagar todas as financeiras e cai na armadilha do FMI que faz exigências absurdas, que tiram à liberdade, o emprego, a autoestima, do povo, e põe em risco a segurança nacional.

Essa nação fica refém de uma financeira internacional que explora com juros altíssimos e deixa o país escravo, pobre e sem nacionalidade. O FMI é a porta aberta da invasão dos grandes investidores (multinacionais) que invadem todo mercado e toma o país através da economia e das finanças.

Quando fizeram o acordo financeiro com a Europa de criar uma única moeda (EURO), já foi com a intenção de derrubar e conquistar toda a Europa que operavam com o EURO num só golpe. Ex: Caiu a Grécia e outros vêm atrás num efeito dominó. O Brasil já está sob o seu domínio econômico e financeiro internacional.

De acordo com o site BRASIL que diz o seguinte:

Entretanto, para conseguir esse empréstimo ao FMI, o governo grego precisará cortar gastos e aumentar os impostos – medidas previstas em um pacote de austeridade aprovado pelo parlamento do país.

De acordo com a entrevista da BBC a Grécia gastou mais do que podia na última década, pedindo empréstimos pesados e deixando sua economia refém da crescente dívida. Nesse período, os gastos públicos foram às alturas, e os salários do funcionalismo praticamente dobraram, enquanto, os cofres públicos eram esvaziados pelos gastos, a receita era atingida pela evasão de impostos.

Medidas governamentais para conter a crise:

O governo quer congelar os salários do setor público e aumentar os impostos, e ainda o aumento do preço da gasolina. Pretende aumentar a idade para a aposentadoria em uma tentativa de economizar dinheiro no sistema de pensões, já sobrecarregado.

Operadores de câmbio já demonstraram medo de que alguns países com grandes déficits no orçamento – como a Grécia, Espanha e Portugal – possam se sentir tentado a abandonar o euro, mas a União Europeia já demonstrou que quer manter a zona do euro unida e descartou a ideia de que países iriam abandonar a moeda.















Por: Ernani Serra
Pensamento: Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, uma pessoa sábia aprende com os erros dos outros.
Augusto Cury