Leitores Online

17 de jun de 2011

Invasão Silenciosa



 O Brasil está sendo invadido pelo mercado de trabalho estrangeiro, principalmente pelos norteamericanos que a muitos anos vem tomando conta de nossa economia com as multinacionais, e agora, estão planejando invadir a mão de obra do mercado nacional.


Os norteamericanos já estão aprendendo o nosso idioma para entrar no mercado brasileiro. Não culpo a sua intromissão no mercado de trabalho, eles estão fazendo certo, estão ocupando as vagas dos brasileiros que não tiveram oportunidades de aprenderem o suficiente por deficiência do Estado, que procura bloquear o ensino de boa qualidade, e ainda procura piorar a educação no Brasil com um livro didático que ensina os brasileiros a escreverem e a falarem errados.

Tudo isso deixa muito a pensar no futuro dos jovens e adultos brasileiros que não têm opções de vencer na vida profissional, por causa do Estado que constrói muitos educandários, mas que, ganham no superfaturamento dessas edificações públicas, parecendo até, que estão interessados pela instrução da juventude brasileira, mas na verdade, o Estado paga mal aos seus professores com a estratégia deles não ensinarem pela insatisfação salarial, e os estudantes se formam sem saber nada e sem nenhuma oportunidade de trabalho no mercado.

Parece que estamos num Estado Nazista que deseja acabar com a miscigenação de raça negra e indígena do povo brasileiro, e no futuro, só existindo a raça branca nórdica.

Agora vem a liberação da marcha da maconha que é uma vergonha nacional e uma mancha negra na História do Brasil. Com essas marchas legalizadas vão fomentar o uso e o tráfico dessa droga, até que seja liberada para o consumo do povo.

Se isso realmente acontecer, às indústrias de tabaco das multinacionais vão fabricar em massa os cigarros lícitos de maconha para as tabacarias venderem à sociedade brasileira. Talvez, haja até o dedo dessas indústrias de tabacos, por trás de tudo isso, já que, o uso do cigarro comum está em declive, nada mais justo do que criar um novo vício que está em moda, e reerguer o capital dessas multinacionais do tabagismo.

Já pensou a sociedade brasileira alienada ao vício desse entorpecente! Se os jovens e adultos já não têm oportunidades de trabalho agora, quanto mais, quando tiverem sob o vício.

Se com repressão o vício está se espalhando, quanto mais, quando forem liberados, vai virar epidemia…

Que Deus nos acuda!











Por: Ernani Serra
Pensamento: Não somos um número de cartão de crédito, uma conta bancária, mas seres humanos únicos. Apesar dos nossos defeitos, somos estrelas vivas no teatro da existência.
Augusto Cury