Leitores Online

18 de jul de 2011

Envelhecimento


O envelhecimento do organismo como um todo está relacionado com o fato das células somáticas do corpo irem morrendo uma após outra e não serem substituídas por novas como acontece na juventude. O motivo é que para a substituição poderem acontecer às células somáticas têm de se ir dividindo para criarem cópias que vão ocupar o lugar deixado vago pelas que morrem.

Em virtude das múltiplas divisões celulares que a célula individual registra ao longo do tempo, para esse efeito, o telómero vai diminuindo até que chega a um limite crítico de comprimento, ponto em que a célula deixa de se poder dividir, envelhece e morre com a consequente diminuição do número de células do organismo, das funções dos tecidos, órgãos, do próprio organismo e o aparecimento das chamadas doenças da velhice e não só.

Existe uma enzima natural telomerase em todos os organismos vivos que estão encarregados de proceder à manutenção dos telómeros. Por cada divisão da célula acrescenta a parte do telómero que se perde em virtude da mesma, de modo que o telómero não diminui e a célula pode-se dividir sempre que precisa. O que acontece é que ela faz essa função unicamente nas células germinativas fazendo com que estas sejam permanentemente jovens independentemente do organismo ser já velho. Devia fazer o mesmo nas células somáticas do organismo, mas, isso não acontece.

As células somáticas têm o gene da telomerase, mas não a produzem, pois, este não está ativado. Atualmente a ciência já consegue ativar a telomerase e criar células saudáveis imortais. Revistas científicas como a Sciense (1998) já trouxeram artigos sobre este assunto. FONTE: Wikipédia.

Comentário: O envelhecimento tem como causas: a má alimentação; a falta da química médica; exposição do sol; estações climáticas; vícios químicos; o habitat e o psicossomático; e a mortandade das células.

A MÁ ALIMENTAÇÃO – Causa o desequilíbrio nutricional das células que ficam fracas e morrem cedo por falta de uma alimentação balanceada e sadia que tenham uma qualidade muito boa de nutrientes.

QUÍMICA MÉDICA – As faltas dessas vitaminas químicas associadas causam o envelhecimento pela má alimentação diária. São os medicamentos polivitamínicos e poliminerais que associados a alimentação podem complementar a falta desses nutrientes na alimentação orgânica diária, causando um rejuvenescimento energético nas células e aumentando a energia tônica muscular.

EXPOSIÇÃO DO SOL – As pessoas que trabalham na zona rural ou se expõem muito ao sol nas praias e no dia a dia estão sujeitas ao envelhecimento precoce das células. Quanto mais se proteger do sol melhor para a pele.

ESTAÇÕES CLIMÁTICAS – Também afetam as células da pele, é o caso dos climas quentes e tropicais, já o clima frio não causam tanto estrago as células epiteliais.

VÍCIOS QUÍMICOS – São os mais nocivos a saúde humana e consequentemente causam a morte mais rápida das células da pele. É o caso do álcool, tabaco e drogas químicas fatais, como: maconha, oxi, cocaína, etc…

Quem tem uma vida saudável tem mais longevidade e juventude celular.

O HABITAT E O PSICOSSOMÁTICO – O local onde se vive e o estado emocional das pessoas também são responsáveis pelo envelhecimento. Quem vive com conforto e tranguilidade d’alma tem vida longa e jovial.

MORTANDADE DAS CÉLULAS – Pelo mau hábito de vida na natureza. Cada célula morta no tecido humano causa um espaço, que é substituído por outra célula viva próxima, e isso, num todo, causa a flacidez e o enrugamento que é o enfraquecimento das células vivas.

Para evitar esse envelhecimento precoce e flacidez, é só inverter as causas supracitadas.

Vamos envelhecer com bons hábitos alimentares e bons costumes para ter um corpo são em mente sã.











Por: Ernani Serra
Pensamento: Por trás de uma pessoa que fere há uma pessoa ferida. Ninguém nos machuca se primeiramente não foi machucado pela vida. A tolerância nasce no solo desse pensamento.
Augusto Cury