Leitores Online

25 de jul de 2011

Máfia das drogas e morte de Amy



Quando o segurança foi acordá-la, encontrou-a deitada sobre a cama e ela já não estava mais respirando.

A cantora Amy Winehouse que morreu (no dia 23/07/2011) aos 27 anos foi vista na véspera de sua morte, comprando substâncias que poderiam ser êxtase, heroína, cocaína e ketamina com um traficante em Camden por volta das 22 horas.

Comentário: Foi uma perda lamentável para os fãs, o meio artístico e para família, todos que amavam Amy, ficaram abalados com sua morte súbita, mas esperada pela sua mãe e por muitas pessoas que a conheciam no mundo das drogas. O vício das drogas só leva a morte, é um caminho irreversível.

No começo de sua carreira, Amy era uma jovem sadia, forte e bonita porque não tinha vícios. Depois veio a fama e os abutres da máfia das drogas caíram em cima e aliciaram para os vícios.

Achou de se envolver com um viciado e daí por diante sua vida se transformou num inferno.

As drogas começaram já no fim da sua carreira a mostrar os seus efeitos. Perdeu a memória em alguns dos shows se esquecendo das letras das suas músicas. Em outro show ao rodopiar na dança, caiu. Começou a perder a voz, o peso e aparecer feridas na pele e envelhecimento rápido, próprio de quem poderiam estar consumindo a Droga Cristal que é responsável por esse envelhecimento precoce nos viciados; e talvez, quem sabe! Estivesse com os vírus do HIV que quase sempre contaminam os viciados e os deixam com aquela aparência esquelética e chagada.

Os traficantes e os aliciadores saem ilesos de suas emboscadas às vítimas incautas. São aves de rapina, verdadeiros abutres preparando o golpe para transformar em carniça e se alimentar dela, extorquindo até o último centavo das vítimas. Não se pode deixar esses canalhas do vício estragar a vida e o futuro brilhante desses jovens.

Isso um dia vai acabar, tudo têm limites e um fim. Nada é eterno. Já está na hora de acabar com o narcotráfico, com a prostituição, com a violência, com os corruptos... Tudo que não presta nesse planeta, já chegou ao ápice e deve cair de acordo com a lei natural. Temos que começar uma Nova Era com moral, dignidade e bons costumes para humanidade ser feliz.














Por: Ernani Serra
Pensamento: Quem decifra o código da superação das intempéries da existência, ainda que perca a vitalidade física, preservará a psíquica; ainda que os aplausos cessem, a vida ainda será um show no anonimato.
Augusto Cury