Leitores Online

20 de ago de 2011

Crueldade



Em 15 anos, a população de tubarões nas águas da Europa diminuiu em 80%, e 20% das espécies europeias estão prestes a passar para a categoria de perigo crítico. Aproximadamente cem milhões de exemplares morrem por ano vítimas do lucrativo mercado global das barbatanas.

A pressão pesqueira sobre os tubarões é tão forte que suas populações não podem ser recuperadas. Pescam-se mais tubarões do que nascem. Os pescadores caçam estas e outras espécies de tubarões para cortar suas barbatanas. Depois jogam seus corpos ainda vivos, dilacerados e agonizantes na água.

Na China, há cerca de 380 milhões de consumidores da famosa sopa de barbatana de tubarão. Em Hong-kong, essas barbatanas são cotadas a US$ 131 o quilo. Na Coreia e na Tailândia, a sopa custa entre US$ 150 e US$ 200. A pesca para comercialização das barbatanas mata mais de cem milhões de esqualos por ano.

A Espanha, que tem a maior frota pesqueira da Europa, exporta anualmente para a Ásia entre duas e três toneladas de tubarão, que equivalem a um milhão de tubarões. A Itália é o primeiro país europeu na pesca de tubarões. Em seguida vêm Turquia e Grécia.

Das 40 espécies de tubarões que nadam nos mares da Europa, um terço está ameaçado pela pesca intensiva e ilegal, esportiva, comercial e acidental. Fonte: site da internet.

Comentário: Os pescadores estão pescando tubarões em grande escala e de maneira predatória visando somente o lucro monetário, sem pensar no que vai acontecer no futuro das espécies que já estão em fase de extinção. Quando acabar com todos os tubarões dos oceanos esses pescadores vai tirar a barbatana da p... Que o pariu.

Os consumidores dessa maldita sopa de tubarão que acreditam que seja afrodisíaco não passa de um mito criado para extorquir dos incautos, que estão brochando ou impotentes sexuais. Quem tem, tem. Quem não tem, não tem afrodisíaco que dê jeito.

Os pescadores agem com frieza e crueldade na captura desses peixes que içam no convés dos navios pesqueiros com arpões e começam a atrocidade retirando as barbatanas com facões afiados e o animal sofrendo aquela tortura, e depois, jogam o corpo do tubarão dilacerado, ainda vivo e agonizando no mar, é triste ver esse animal lutando para nadar e viver, como não tem barbatanas vai afundando até chegar ao fundo do oceano e lá vai morrendo lentamente.

Quando é que essa humanidade vai tomar consciência de que os animais também são iguais aos seres humanos. As barbatanas para o tubarão é como se fosse os braços e pernas do homem. Por acaso o homem gostaria que alguém amputasse os seus membros? A glória da natureza é quando o homem for extinto desse habitat, “Planeta Terra”. A natureza vai agradecer porque toda a vida da fauna e da flora vai prosperar sem a presença do exterminador “homem”. O homem é o único animal predador de sua raça e de todos os seres vivos, portanto, merece ser exterminado para o bem do planeta.












Por: Ernani Serra
Pensamento: Até Deus tem um inferno: é o seu amor pelos homens.
Friedrich Nietzsche