Leitores Online

8 de ago de 2011

A decadência dos Impérios


O império norteamericano está em decadência por ter caído na mesma armadilha dos grandes imperialistas que desejavam conquistar o mundo através do expansionismo global. O poder não está no Estado norteamericano, o poder agora se encontra no capital do Estado.

Quando os EUA tinham o poder político, econômico e financeiro era o todo poderoso do Globo e como todos os imperialistas, queriam dominar todas as nações nem que sejam com a força das armas e com isso, foi se estendendo e conquistando com as armas os territórios alheios.

Hoje, os EUA se encontram deficitário e a mercê do capital privado que está mais forte do que o Estado norteamericano, e por isso, sendo manipulado por esse capital.

De todas essas conquistas expansionistas, quem mais lucrou, foi às indústrias bélicas e quem mais perdeu, foi à política estatal americana.

Os EUA estão com a cuia implorando e mendigando aos judeus capitalistas mais Dólares para se manter de pé, e com isso, enriquecendo ainda mais o clube financeiro do FMI e dos bancos particulares. Para sair dessa os EUA tem que abdicar do comando imperialista para se dedicar somente ao seu Estado e a sua Nação. Nos últimos meses os EUA passaram o seu comando a OTAN nas incursões militares no Oriente Médio, ficando apenas como observador estratégico, mostrando o grau da crise em que se encontra no momento.

Os EUA pensaram que estava dominando o mundo politicamente, mas na verdade quem está dominando o mundo é o capital privado.

Outros países outrora quiseram dominar o mundo como:

O Império Romano; a União Soviética, a Alemanha Nazista, todos esses impérios fracassaram porque se expandiram demais e enfraqueceram o seu núcleo e os tentáculos.

É o que está acontecendo com os EUA, está em decadência, (tudo que sobe, um dia desce) a ascensão não é eterna e às vezes prematura demais. O maior inimigo dos EUA no momento, é o capital, que está derrotando em forma de crise.



video












Por: Ernani Serra
Pensamento: Passar a mulher para trás é fácil, difícil é passar adiante.
Pensamento debochado do povo.