Leitores Online

14 de out de 2011

Quem é mais feroz? O cão ou o homem?


As autoridades governamentais em vez de exterminar os animais de maneira cruel nos campos de concentração de Zoonose, deveriam construir clinica e hospital veterinário dentro de um sítio para salvar os animais das doenças de ruas como também, para aperfeiçoar o ensino universitário na prática. Esses cães apreendidos deveriam ser higienizados, vacinados e castrados para uma doação coletiva ao público.

Não existe animal feroz, desde que, os donos deem muito amor e carinho desde os primeiros anos de vida. Os animais gostam de espaço, de brincar e pular são criaturas meigas e inteligentes.

A ferocidade dos animais não está nas raças e sim, na personalidade dos seus proprietários que criam animais em corrente curta, enjaulados, espancando e maltratando que os deixam muito estressados, ou ficam ferozes ou muito medrosos, dependendo da personalidade canina.

Os proprietários, às vezes são responsáveis pelo comportamento criminoso do seu animal quando preparam para as lutas de apostas de brigas de cães. Como animal de guarda que na verdade não guarda nada, os cães só fazem alertar que existe alguma coisa em seu território, mas não impedem que os ladrões entrem e os exterminem. Os donos querem com isso, que os animais sejam o que eles gostariam de ser.

Os cães da raça (vira latas) são melhores que os de raça pura, porque são mais resistentes as doenças e até mais amigo do homem, chegando a alguns casos, comprovados em vídeo, a dar a vida em defesa do dono de maneira espontânea.

A ferocidade e docilidade de um cão dependem como ele é adestrado, sua afetividade ou rivalidade com o dono.

Os pets shop e criadores de cães que procriam para vender deveriam ser obrigados a colocar chips no animal vendido, com todas as informações dos novos donos. Os chips serviriam para localizar os donos dos animais perdidos ou abandonados.

É mito afirmar que determinada raça de cães é perigosa e feroz como os Pitbull e outras, só dependem da criação e do comportamento do homem com o animal.










Por: Ernani Serra
Pensamento: O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante do idiota que quer bancar o inteligente.
Confúcio