Leitores Online

23 de nov de 2011

Sera que o petróleo é Nosso?



A petrolífera norteamericana deve receber mais multas por vazamento na Bacia de Campos, além dos R$ 50 milhões aplicados pelo IBAMA.

A Chevron pode pagar cerca de R$ 260 milhões em multas por causa do vazamento de óleo na Bacia de Campos.

A Chevron, com sede nos Estados Unidos, é uma das grandes empresas mundiais no ramo energético, especialmente petrolífero.

A Chevron foi uma das empresas da divisão da Standard Oil Company. Era inicialmente conhecida como Standard Oil Califórnia, ou SOCAL. Hoje, faz parte do grupo conhecido como Supermajor ou Big Oil.

Sua sede brasileira está localizada no Rio de Janeiro, sede das principais empresas petrolíferas no Brasil. Até 2012, todos os Postos de combustíveis da Texaco deixarão de existir no Brasil e se tornarão Postos Petróleo Ipiranga.

Os efeitos locais das atividades petrolíferas dessa empresa, durante os últimos 30 anos são desastrosos.

A exploração dessa empresa petroleira no norte da Amazônia Equatorial é responsável pelo desmatamento de dois milhões de hectares. Mais de 650.000 barris de resíduos tóxicos foram derramados nos bosques e rios. Substâncias tóxicas como metais pesados provenientes da exploração do petróleo contaminaram as fontes de água da região. Várias etnias indígenas como os Cofanes, Siones e Secoyas foram afetados até converterem-se em minorias em perigo de extermínio.

De 1964 a 1990, a Texaco pertencente à Chevron, despejou bilhões de galões de lixo tóxico na Amazônia Equatoriana e depois foi embora. Encarando uma derrota nos tribunais, a Chevron tem feito uso de seu poderoso lobby e departamento de relações públicas para intimidar seus críticos a ficarem em silêncio e se esquivar da culpa pelo enorme desastre ambiental e humano causado pela empresa. A Chevron disse várias vezes que se recusa a pagar pela limpeza da região, mesmo obrigados pelo tribunal, dizendo que lutarão até o fim.

Os três poços da Chevron no Campo de Frade são todos perfurados pela plataforma SEDOC 706 da Transocean, a mesma empresa envolvida no maior vazamento da história da indústria de petróleo, ocorrido em abril de 2010, no Golfo do México.

José Maria Rangel, coordenador geral do Sindicato dos Petroleiros, disse: que lamenta a ineficiência dos órgãos de fiscalização da exploração do petróleo no Brasil e que a Petrobrás, que é a grande operadora de petróleo no Brasil, atua com uma política de fachada e não tem dado o exemplo para as outras subsidiárias.

Desde o início, a empresa faltou com transparência nas informações e no diálogo com a sociedade.

A empresa Transocean, que faz os trabalhos de perfuração para a Chevron no Campo de Frade, é a mesma que operava a plataforma da Bristish Petroleum, que explodiu no Golfo do México, causando um dos maiores desastres ambiental da história recente.

O presidente da concessionária brasileira da Chevron, George Buck, disse que confia na empresa e que continuará a operar com a Transocean no Brasil. Fonte: Sites da Internet.

Comentário:
A corrupção é grande, com o currículo desastroso da atividade da Transocean que opera como perfuradora da Chevron do “Brasil”, essas empresas não deveriam mais estar em atividades e sim desativadas desse comércio petrolífero por incapacidade operacional, por desastre ambiental e por mortes de pessoas. São criminosos que deveriam ser punidos severamente, mas como o Brasil é subserviente ao capital estrangeiro, nada acontece apenas blá, blá, blá...

Estou pagando para ver a Chevron pagar ao Brasil 260 milhões de reais. Eles fazem o que querem aqui no Brasil, não dão satisfações a ninguém e desrespeitam a decisão da justiça quando poluem o meio ambiente e saem de fininho, dando uma bela banana para as autoridades brasileiras.

Será que a Presidente do Brasil vai continuar com os serviços sujos dessa empresa? O George Buck já afirmou com todas as letras que vai continuar com essa empresa e que, confia nela. Mui amigo, da onça. Por acaso é ele que manda e desmanda para dar tal afirmação aqui no Brasil! Ou será que o Brasil está sendo governado pelos alienígenas?


 










Por: Ernani Serra
Pensamento: Torne-se um homem honesto e poderá estar certo que há menos um patife no mundo.
Carlyle