Leitores Online

1 de dez de 2011

Racismo Mundial


Racismo no Brasil é, no mínimo, uma atitude de ignorância as próprias origens. Qual é o antepassado do verdadeiro brasileiro? Indígena, negros, portugueses, espanhóis, alemães, franceses, japoneses, árabes e, ultimamente, peruanos, bolivianos, paraguaios, uruguaios, e até argentinos vivem neste país, que hospitaleiro até demais com os estrangeiros e, muitas vezes, hostil com sua população.

O que existe por aqui é muito racismo camuflado e que todo mundo faz questão de não enxergar. Os alvos são sempre os mesmos: negros, mestiços, nordestinos, obesos, magrelas, altos demais, baixos ou anões e, principalmente, os mais pobres sofrem com a discriminação e não conseguem emprego, estudo, dignidade e respeito. Estes não têm vez na sociedade brasileira!

Segundo a Constituição Brasileira, qualquer pessoa que se sentir humilhada, desprezada, discriminada, etc... Por sua cor de pele, religião, opção sexual... Pode recorrer a um processo judicial contra quem cometeu tal atrocidade. Mas, neste país, a verdade é que ninguém encara isto seriamente.

Racismo é um problema mundial, diz Anistia Internacional.

Enquanto servia de mola propulsora para a economia, os negros foram utilizados como Mão de obra gratuita. Quando o capitalismo precisou de consumidores, “libertou-se” os escravos.

O comando da produção sempre esteve sob a mão do grupo dominante, brancos de olhos azuis, cinza etc. A crise econômica, logo, só pode ser atribuída a quem dirige os rumos do mundo globalizado.

O poder no planeta está dividido entre quem tem razão (dinheiro) e manda; e quem não tem, e obedece... O capital determina as regras do jogo, quem pode ter voz. Historicamente, pessoas de etnia negra ficam em segundo plano.

O preconceito e o racismo são, na verdade, atitudes, modos de ver certas pessoas ou grupos sociais, o que é condenável, mas que, apesar dos avanços nas discussões, ainda acontece em pleno século XXI. Fonte: Internet.

Comentário:
É uma imbecilidade de certas pessoas em querer serem superiores as outras, como sendo de sangue azul ou de aspecto nórdico. O mundo inteiro está miscigenado mesmo aqueles que se consideram de raças brancas nórdicas têm grandes misturas sanguíneas. As guerras de conquistas foram as que mais contribuíram para a mestiçagem mundial.

O racismo mundial está baseado na discriminação e no preconceito de classes e raças, para dar um status de nobreza à sociedade dominante, que se acha superior a tudo e a todos pelo poder do capital.

Tem muita gente andando pelas cabeças dos outros (como piolho) e recebendo uma lavagem cerebral para se tornarem robôs manipulados pelo slogan da intolerância racial que os tornam violentos e criminosos de uma política nazista. Como todas as raças a Alemanha também é mestiça, como a Rússia, mesmo os países nórdicos não têm sangue puro, para se acharem brancos e diferentes e superiores as outras raças.

Alegam que a raça branca é responsável pelo grande desenvolvimento do mundo, mas não vêm que o Brasil teve mais personalidades que contribuíram para o desenvolvimento mundial com toda miscigenação, mostrando o quanto é importante a raça mestiça. Vamos acabar com essa besteira racial que veio dos dominantes imperiais que se achavam superiores e até divinos.

Esse racismo é um meio de menosprezar, inferiorizar e marginalizar o nosso povo.











Por: Ernani Serra
Pensamento: O sábio envergonha-se dos seus defeitos, mas não se envergonha de corrigi-los.
Confúcio