Leitores Online

1 de abr de 2012

Camisinha nas Escolas Públicas


De acordo com o Jornal do Brasil que publicou a reportagem abaixo, no dia 1º de abril de 2012.

É censurável o projeto da implantação de uma máquina para a distribuição gratuita de camisinhas nas escolas públicas brasileiras, uma vez que as escolas estão sofrendo com outras necessidades prioritárias, como as estruturas físicas das mesmas, a valorização dos educadores, a qualidade da merenda escolar, a segurança, a insuficiência do conteúdo educativo, bem como a criação de projetos educacionais para a elevação do conhecimento cultural e a formação de cada estudante.

Primeiro surgiu o projeto da distribuição de um Kit Gay, onde o mesmo não obteve êxito sendo vetado pela atual Presidente da República Dilma Rousseff. Posteriormente outra ideia ociosa está prestes a se concretizar para a insatisfação dos pais ou responsáveis pelos adolescentes que frequentam as instituições públicas de ensino médio no Brasil.

É importante ressaltar que apesar de tantos avanços, não se deve perder a noção de limites, pois é justamente a partir desta concepção de total liberdade que atualmente podemos presenciar condutas fora dos padrões éticos e morais praticados não apenas pelos adolescentes como também pelas crianças. Pesquisas explicitaram que cada vez mais cedo os adolescentes iniciam a vida sexual sem proteção, mas a implantação de uma máquina de preservativos nas escolas públicas não é a solução adequada para este problema, pois se os adolescentes iniciam suas vidas sexuais tão cedo e sem proteção, só vem a demonstrar não só a imaturidade como também a falta de educação, e conhecimento por parte deles.

A tal distribuição descaracteriza a função social da escola, que é a transmissão de conhecimentos, a preparação do estudante para uma vida profissional e em conjunto, o desenvolvimento comunicacional e por fim a continuidade da educação ética e moral para a formação da personalidade e caráter de cada cidadão, portanto não são preservativos que precisam os estudantes nas escolas públicas.

Diante do que foi exposto, é lamentável perceber os parâmetros em que a educação no país está sendo conduzida, principalmente quando se trata do ensino público, é visível a deserção com que o mesmo vem sendo tratado, e a educação digna, qualitativa e eficaz cada vez mais faz parte da realidade minoritária no país.

Comentário:
O Congresso Nacional tem apresentado cada projeto bizarro nessas últimas décadas, como: Kit Gay, Camisinhas nas escolas públicas e um livro ensinando o português errado como sendo o certo...

Em princípio estão oferecendo gratuitamente os preservativos nas classes de ensino médio, e depois, vão descendo para as classes do ensino Fundamental II e I.

É a prostituição nas escolas públicas que vão virar bordeis. As salas de aulas sexuais vão virar na prática um quarto de motel.

A imagem postada está representando o futuro das classes dos colégios estaduais.












Por: Ernani Serra
Pensamento: CONVERSA DE GALINHEIRO
Uma galinha disse para outra:
Meu ovo é grande e vale trinta centavos, o seu é pequeno e só vale vinte centavos.
Aí a outra responde:
Grande coisa! Eu vou bem rasgar meu cu por causa de dez centavos.
Anônimo