Leitores Online

22 de abr de 2012

Cooperativas Criminosas


Isto ocorreu em 26 de outubro de 2007.

Peritos encontraram mistura proibida.

Durante a operação “Ouro Branco”, agentes e peritos técnicos da Polícia Federal, bem como do Ministério da Agricultura, fizeram levantamentos e perícias na sede da COPERVALE. Entre os produtos encontrados estavam aproximadamente mil litros da mistura supostamente proibida, pronta para ser misturada ao leite, bem como grande quantidade de soda cáustica, também utilizada na limpeza dos equipamentos.

Preza quadrilha acusada de adulterar leite.

Grupo usava produtos como água oxigenada e citrato de sódio para aumentar o prazo de validade do produto, segundo a Polícia Federal, as prisões se deram nas cidades de Uberaba e de Passos, dos 27 detidos, 26 são ligadas a duas cooperativas mineiras: a CASMIL de Passos e a COPERVALE de Uberaba confirmaram a adição de produtos nocivos à saúde no leite; a PF determina a coleta e a análise de amostras em outros Estados.

A PF prendeu dois funcionários do Serviço de Inspeção Federal responsáveis pela fiscalização das cooperativas em Passos e Uberaba. Obrigatoriamente, o fiscal, está dentro das empresas, acompanhando essa produção, esse fiscal não tem como alegar que não sabia que o leite estava sendo adulterado. Estima-se que esses crimes eram praticados há pelo menos dois anos.

A cada litro de leite, cerca de 8% era constituído dessa mistura: água oxigenada, soda cáustica, ácido cítrico, citrato de sódio, sal e açúcar. O citrato de sódio é permitida na fabricação do leite Longa Vida como um conservante.

As outras misturas podem ter a função de mascarar a adição dos componentes ou manter o PH semelhante ao do leite puro para que a indústria não perceba que está comprando um leite modificado.

A água oxigenada tem um papel muito potente contra bactérias anaeróbias (que não utilizam oxigênios) e que poderia ser usada para camuflar contaminantes bacterianos.

O laboratório verificou alta alcalinidade e baixa acidez. O laudo diz que os produtos analisados são impróprios para o consumo humano.

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) diz que vai, preventivamente, monitorar as indústrias que utilizam leite dessas cooperativas.

A Polícia Federal afirma também que ao menos três fabricantes compravam o produto das duas cooperativas: PARMALAT, CALU e CENTENÁRIO. O órgão diz que não sabe para onde esse leite era enviado e vendido. Suspeita-se que a técnica tenha sido negociada e repassada a outras produtoras.

Segundo a PF, foram apreendidas Notas Fiscais de venda do leite da CASMIL e da COPERVALE para grandes empresas alimentícias, como as multinacionais: NESTLÉ e PARMALAT.

A fraude foi descoberta devido às denúncias de outras cooperativas e de ex-funcionários das empresas. Depois das denúncias, amostras de leite industrializados comprados das cooperativas foram analisadas. Foi constatado um nível de substâncias alcalinas acima do normal, o que torna o leite impróprio para consumo humano.

A doutora em ciências dos alimentos e professora da Universidade Federal da Bahia afirmou que o peróxido de hidrogênio (água oxigenada) pode acarretar males à flora intestinal, principalmente das crianças, ingerida em grandes quantidades, pode causar ainda esofagite e gastrite. A substância danifica a membrana das células do estômago, provocando úlcera e erosão das paredes do órgão, dependendo de sua concentração pode até matar o consumidor. Fonte: Site da Polícia Federal.

Comentário:
Toda comida industrializada causa danos a saúde pública por causa de químicas que esses produtos contêm para se manter próprio ao consumo.

Já não bastam, às químicas oficializadas para os males da população, ainda aparece um maluco, como sendo químico para fazer uma fórmula maluca como essa, e mais malucas foram às cooperativas e dois funcionários do Serviço de Inspeção Federal que deveriam estar recebendo propinas para ficarem calados.

Uma pessoa me disse que eram comuns no interior, os pequenos pecuaristas antes de entregar o leite, mijavam nos depósitos de leite para passarem no teste de PH e serem aceitos na cooperativa.

Onde estão os fiscais que não vêem isso? Vejam a imundície que fazem para ganhar dinheiro sem pensarem na saúde pública. A população é quem paga por tudo isso.

Se quiserem ter saúde e longa vida, se livrem dos produtos industrializados e comecem a usar os produtos naturais.

Já é sabido que os sucos em caixas (industrializados) quando são vencidos na data, são devolvidas as indústrias para serem revalidadas; é só olhar no fundo da caixa quando não tem o número é porque é de primeira safra, quando tem 1, 2, 3... São as vezes que foram recicladas nas indústrias.

Os consumidores estão às vezes tomando sucos que foram devolvidos, 4, 5 vezes do fornecedor para o consumidor.

Existem tantas maneiras das indústrias, mascararem os produtos, e enganarem os consumidores com prejuízo na saúde pública; aí está o perigo!











Por: Ernani Serra
Pensamento: Se o povo for conduzido apenas por meio de leis e decretos impessoais e se forem trazidos à ordem apenas por meio de punições, ele apenas procurará evitar a dor das punições, evitando a transgressão por meio da dor. Mas se ele for conduzido pela virtude e trazido à ordem pelo exemplo e pelos ritos em comum, ele terá o sentimento de pertencer a uma coletividade e o sentimento de vergonha quando agir contrário a ela e, assim, bem se comportará de livre e espontânea vontade.
Confúcio