Leitores Online

18 de mai de 2012

Al Capone Brasileiros


Foi um gângster ítalo-americano que nasceu no Brooklin, em Nova York, EUA, aos 17 de janeiro de 1899 e faleceu em 25 de janeiro de 1947 aos 48 anos de idade. Seus pais eram italianos e tinha sete irmãos.

Seu nome era: Alphonsus Gabriel Capone – ficou conhecido quando ingressou na marginalidade como: AL CAPONE.

Foi um gângster que liderou um grupo criminoso dedicado ao contrabando e venda de bebidas entre outras atividades ilegais, durante a Lei Seca que vigorou nos EUA nas décadas de 1920 e 1930. Foi considerado como o maior gângster dos EUA.

Al como era chamado pelo seu círculo íntimo, tinha o apelido de Scarface (“Cara de Cicatriz”), devido a uma cicatriz que tinha em seu rosto.

Al Capone cresceu numa vizinhança muito pobre e entrou para duas quadrilhas de delinquentes juvenis.

Aos 14 anos foi expulso da escola em que cursava o ensino médio por agredir um mestre.

Integrou o grupo dos Cinco Pontos (Five Points Gang) em Manhattan e trabalhou para o gângster Frank Yale.

Em 1918, Capone conheceu Mary “Mãe” Coughlin, de ascendência irlandesa. Em dezembro de 1918, Mãe deu a luz seu filho, Albert “Sonny” Francis. Capone casou-se com Mãe no dia 30 de dezembro do mesmo ano.

Aos 26 anos mostrava-se um homem sem escrúpulos, frio e violento.

Em 1929 foi nomeado o homem mais importante do ano, junto com personalidades da importância do físico Albert Einstein e do líder pacifista Mahatma Gandhi.

Al Capone controlava informantes, pontos de apostas, casas de jogos, bordéis, bancas de apostas em corridas de cavalos, clubes noturnos, destilarias e cervejarias. Chegou a faturar cem milhões de dólares norteamericanos por ano, durante a Lei Seca, foi quem mais desrespeitou o fisco.

Por ser promíscuo, acabou contraindo sífilis, o que obrigava a tomar remédios fortes.

Em 1931, foi condenado pela justiça americana por sonegar impostos, a 11 anos de prisão na penitenciária de Alcatraz em Atlanta, após ter sido confinado à cadeia no condado de Cook.

Após a negação de recursos, ele entrou na Penitenciária em Atlanta e pagou multa de US$ 50.000 e 7.692 dólares por custas judiciais além de 215 mil dólares mais os juros devidos em impostos atrasados.

Sua pena foi revisada em 1939, em decorrência de seu estado de saúde; ele tinha sífilis e apresentava traços de distúrbios mentais e morreu dessa doença em 1947.

Em 16 de novembro de 1939, Al Capone foi libertado após ter servido de sete anos, seis meses e quinze dias, e ter pagado todas as multas e impostos atrasados.

Sofrendo de paralisia decorrente da sífilis, ele tinha se deteriorado muito durante seu confinamento.

Em 1946, seu médico e um psiquiatra em Baltimore, após exames, ambos concluíram que Capone teve então a mentalidade de uma criança de 12 anos de idade.

Capone residia em Palm Island com sua esposa e família, em um ambiente isolado, até sua morte proveniente de um derrame e pneumonia em 25 de janeiro de 1947. Fonte: Site do Wikipédia.

Comentário:
O Grande Chefão Al Capone foi julgado por todos os seus crimes pela Justiça americana e teve um fim patético para um grande gângster, foi feita justiça.

No Brasil está cheio de gângster que ficam impunes e continuam os seus crimes e se tornam mafiosos intocáveis, principalmente quando ficam bilionários tão poderosos que compram tudo e todos. É assim, que saem ilesos como inocentes nos processos criminais.

Vejam a diferença de Justiça: uma justa e outra injusta. Uma a justiça têm olhos e vêem tudo, a outra é cega e passa a espada naquele que apresenta menor peso e liberta aquele em que o prato da balança declina para o maior peso em pepitas de ouro.











Por: Ernani Serra
Pensamento: Em todas as coisas, olha o fim e de que modo estarás diante do severo Juiz a quem nada é oculto, que não se deixa aplacar com dádivas, nem aceita desculpas, mas que julgarás segundo a justiça.
Do livro: Imitação de Cristo.