Leitores Online

5 de jun de 2012

Explosão Demográfica


Explosão demográfica é o aumento elevado e repentino da população de seres humanos. É frequentemente associada a avanços tecnológicos, tendo a maior delas ocorrido no século XX da era cristã.

O aumento brusco da população leva a um aumento também brusco do território ocupado, e tem alguns efeitos ambientais e econômicos e sociais catastróficos, daí a comparação com uma explosão.

As explosões demográficas são observadas em duas situações:

1 – a introdução de novas tecnologias que reduzam a mortalidade (aumento da produção de alimentos ou cura de doenças importantes);

2 – em períodos de guerra ou grandes calamidades, em que a sobrevivência da sociedade está ameaçada, registra-se importantes aumentos das taxas de natalidade. Neste caso, a explosão também é chamada de baby boom.

3 – com a Revolução Agrícola, na transição do período Paleolítico para o Neolítico (c.8000 a.C.).;

4 – a descoberta da metalurgia, na Idade dos Metais (c.3500 a.C.), que deu início à Revolução Urbana;

5 – durante a Idade Média européia (c. século XI), com a introdução de novas técnicas agrícolas que sustentaram o revigoramento do comércio e das cidades.

Todas estas mudanças estão relacionadas ao aumento da produtividade agrícola, e, portanto a maior oferta de alimentos. É bem sabido que o ser humano, quando bem alimentado, tem o sistema imunológico fortalecido, resistindo melhor às doenças e vivendo por mais tempo. Como a taxa de natalidade, regida por outros fatores, se mantém estável, o resultado é o aumento do número de seres humanos vivos.

Contudo, até o século XIX, a mortalidade ainda era extremamente elevada para os padrões atuais, pois a humanidade não tinha recursos suficientes para combater grande parte das doenças.

As grandes descobertas do século XX, como: a penicilina, as vacinas, os antibióticos, a assepcia das mãos e dos ferimentos, diminuíram bruscamente o índice de mortalidade. Como a natalidade não foi reduzida, o resultado foi o aumento do crescimento vegetativo. Por volta de 1930, a população mundial atinge Dois bilhões de pessoas, sendo 100 milhões na Europa. Mais tarde, houve uma repetição do que ocorreu na Europa nos países do 3º mundo.

Algumas das causas: industrialização, urbanização, médico-sanitário, agricultura. Fonte: Site Wikipédia.

Comentário:
Neste momento, o planeta Terra está com a lotação esgotada com mais de Sete bilhões de almas viventes que está a cada momento se locomovendo em busca de mais espaços para sobreviver.

Enquanto a humanidade se expande nesta corrida maluca, as florestas, as hidrografias e animais silvestres vão se reduzindo até a extinção, e aí é que está, o fim da humanidade. É o xeque-mate da natureza.

Com essa natalidade sem freios vai aumentar a fome em toda parte do mundo. Nestas alturas, ninguém está livre da fome mundial nem mesmos os ricos que vão morrer em cima dos seus tesouros sem achar alimentos e nem água para comprar.

Como a própria Bíblia diz: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. Mateus 22:13.

Não está muito longe não, em que o homem vai gemer e chorar com ranger de dentes pela fome e sede, veja os acontecimentos mundiais nestes vídeos (parte 01 e 02) abaixo:










Por: Ernani Serra
Pensamento: Não precisamos nem de gênios e nem de máquinas, precisamos da capacidade do homem para evitar a explosão demográfica mundial; com esse problema resolvido, não haverá mais problemas na Terra e a terra será de todos.
Ernani Serra