Leitores Online

27 de jul de 2012

Felicidade


A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude estão ausentes. Abrange uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior.

Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade – pela filosofia, pelas religiões ou pela psicologia. O homem sempre procurou a felicidade.

Filósofos e religiosos sempre se dedicaram a definir sua natureza e que tipo de comportamento ou estilo de vida levaria à felicidade plena.

A felicidade é o que os antigos gregos chamavam de eudaimonia, um termo ainda usado em ética. Para as emoções associadas à felicidade, os filósofos preferem utilizar a palavra prazer. É difícil definir, rigorosamente, a felicidade e sua medida. Investigadores em psicologia desenvolveram diferentes métodos e instrumento, a exemplo do Questionário da Felicidade de Oxford, para medir o nível de felicidade de um indivíduo. Esses métodos levam em conta fatores físicos e psicológicos, tais como envolvimento religioso ou político, estado civil, paternidade, idade, renda etc.

Zoroastro, místico que teria vivido por volta do século VII a.C. no atual Irã, criou uma doutrina religiosa, o Zoroastrismo, que se baseava numa luta eterna entre o bem e o mal. O bem incluiria tudo o que fosse agradável ao homem: beleza, justiça, saúde, felicidade etc. No final dos tempos, haveria a vitória definitiva do bem. A missão dos homens seria a de procurar apressar essa vitória final, através de uma conduta individual correta.

Aproximadamente na mesma época, na China, dois filósofos apontaram dois caminhos para se atingir à felicidade: Lao Tse defendeu que a felicidade podia ser atingida tendo, como modelo de nossas ações, a natureza.

Já Confúcio enfatizou o disciplinamento das relações sociais como elemento fundamental para se atingir a felicidade.

A felicidade é um tema central do budismo, doutrina religiosa criada na Índia por Sidarta Gautama por volta do século VI, a.C. Para o budismo, a felicidade é a liberação do sofrimento, liberação está obtida através do Nobre Caminho Óctuplo. Segundo o ensinamento budista, a suprema felicidade só é obtida em todas as suas formas. Um dos grandes mestres contemporâneos do budismo, o Dalai Lama Tenzin Gyatso, diz que a felicidade é uma questão de treinamento mental.

Os outros filósofos que definiram a felicidade são eles: Mahavira, Aristóteles, Epícuro, Pirro de Élis, Jesus Cristo, Maomé, Tomás de Aquino, Jeremy Bentham, John Stuart Mill, Sigmund Freud. Quem quiser se aprofundar nas ideias desses filósofos entre no site Wikipédia.

Comentário:

Não existe felicidade eterna, existem sim, momentos felizes. A felicidade não é um privilégio de ricos, de intelectuais e nem está ligado ao poder financeiro ou econômico, à felicidade está à disposição de todas as classes sociais, até uma pessoa paupérrima tem os seus momentos de felicidade.

Quem tem menos ambição tem mais possibilidades de ser feliz. A felicidade às vezes está nas pequenas coisas da natureza humana.

Temos exemplos de celebridades que conquistaram o ápice dos seus desejos e sonhos materiais, pensando que encontrariam a felicidade e a paz interior, mas infelizmente, se sentiram solitárias, mesmo entre os falsos amigos, e toda sua riqueza se tornaram uma mera ilusão corriqueira que deixaram de dar prazeres e perderam os valores do entusiasmo, e se enveredaram pelo caminho sem volta dos vícios, em busca da felicidade e da paz interior, demonstrando a sua infelicidade interior e exterior.

Quem realmente tem a felicidade, são as crianças que são puras, e gozam desse sentimento que a maioria dos adultos não sente mais, por estarem impregnados com os desejos materialistas de vencer na vida e pensamentos impuros.

Quem realmente deseja ser feliz tem que ter uma mente livre, desejos simples, e um coração cheio de amor e fraternidade para si e para o próximo. Quem é feliz tem uma mente altruísta. A felicidade está na riqueza do espírito.
Por: Ernani Serra
Pensamento: Não se encontra a felicidade no egoísmo e nem no egocentrismo e sim, no altruísmo.
Ernani Serra