Leitores Online

18 de jul de 2012

Stalking


Stalking é um termo inglês que designa uma forma de violência na qual o sujeito ativo invade repetidamente a esfera de privacidade da vítima, empregando táticas de perseguição e meios diversos, tais como: ligações telefônicas, envio de mensagens SMS ou através de correio eletrônico ou publicação de fatos ou boatos em sites da Internet (cyberstalking) remessa de presentes, espera de sua passagem nos lugares que frequenta, etc. – resultando dano à sua integridade psicológica e emocional, restrição à sua liberdade de locomoção ou lesão á sua reputação.

Os motivos dessas práticas são os mais variados: amor, desamor, vingança, ódio, brincadeira ou inveja.

Estima-se que, nos EUA, cerca de um milhão de mulheres e 400 mil homens foram vítimas de stalking em 2002. Na Inglaterra, a cada ano, 600 mil homens e 250 mil mulheres são perseguidos.

Em Viena, Áustria, desde 1996, existem informes da ocorrência de 40 mil casos; em 2004, em um grupo de mil mulheres entrevistadas por telefone, pelo menos uma em cada quatro foi molestada dessa forma.

De acordo com a legislação brasileira, o stalking configura contravenção penal (perturbação da tranquilidade) com a seguinte descrição:

Art. 65. do Decreto-lei nº. 3.688/41. Lei das Contravenções Penais - Molestar alguém ou perturbar-lhe a tranqüilidade, por acinte ou por motivo reprovável:

Pena – prisão simples, de quinze dias a dois meses, ou multa. Fonte: Wikipédia.

Comentário:

Os stalkers são pessoas doentes que sentem prazer em infernizar outras pessoas, são bandidos que estão ocultos em sua alma escura.

São sádicos que procuram ferir e se sentir felizes com o sofrimento dos outros.

São criaturas vingativas e de caráter mórbidos.

Mesmo quando, achando o que estão fazendo, é uma simples brincadeira, mas não passa de um estado psicótico, que nem eles tomam consciência de sua doença que começa com uma brincadeira de mau gosto.

Por: Ernani Serra
Pensamento: Cada um é senhor de si mesmo, deve depender de si próprio; deve, portanto, controlar-se a si próprio.
Sakyamuni