Leitores Online

15 de out de 2012

Dia do Comerciário


No dia 30 de outubro comemoramos a data consagrada ao comércio, entretanto muitos não sabem a origem deste dia que comemoramos as nossas grandes conquistas do passado e do presente e hoje, permanece a luta pela manutenção dos nossos direitos conquistados.

Em 1908, uns grandes números de companheiros criaram a União dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro, onde os caixeiros (como eram chamados os empregados no comércio), os escriturários, os guarda-livros e outros, se uniram contra os abusos e contra a escravidão a que eram submetidos pelos comerciantes.

Os comerciários eram obrigados a cumprirem jornadas de trabalho superiores há 12 horas diárias e trabalhar aos domingos e feriados sem direito a folga, além de conviverem com a ameaça de demissão, caso reclamassem desse regime de servidão.   Contra essa exploração, foi fundada na capital mineira em 11 de junho de 1925, a “União dos Empregados no Comércio de Belo Horizonte” – que hoje é o Sindicato dos Comerciários; enquanto em vários estados da federação começavam também a surgir organizações de comerciários.

Foi através dessas organizações que no dia 29 de outubro de 1932, aproximadamente cinco mil comerciários, no Rio de Janeiro, organizaram grande manifestação, marchando em direção ao Palácio do Catete, onde foram recebidos pelo então Presidente da República, Getúlio Vargas. Neste memorável encontro, os comerciários entregaram ao presidente as reivindicações da jornada de trabalho de oito horas diárias e repouso remunerado aos domingos e feriados.

Este fato marcou a categoria dos comerciários como os precursores da luta dos trabalhadores na conquista de trabalho de oito horas diárias e repouso aos domingos e feriados. 

O dia 30 de outubro ficou marcado como o “Dia do Comerciário” e a reivindicação da categoria foram, posteriormente, estendida a todos os trabalhadores do Brasil.

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Belo Horizonte e Região Metropolitana, que completa 78 anos de existência e luta, mantém viva a tradição de comemorar esta importante data. 

Na última semana de outubro, a diretoria presta homenagem aos associados com uma série de eventos no Clube Recreativo Recanto dos Comerciários. Neste dia, relembramos nossa trajetória de conquistas e reafirmamos nossas lutas, como o fechamento do comércio aos domingos e a redução da jornada de trabalho semanal para 36 horas.

O espírito de luta e a determinação daqueles companheiros comerciários – que foram os primeiros a se indignarem contra a exploração dos patrões -, através de gerações, vem inspirando e renovando a luta dos trabalhadores comerciários em busca de novas conquistas, maiores salários e por melhores condições de trabalho e de vida. Fonte: Site na Internet.

Comentário
Se não fossem esses baluartes da liberdade alheia, que deram muitos deles as suas vidas para verem os trabalhadores com uma vida mais digna e menos miserável, mesmo assim, ainda não chegamos à perfeição, ainda existe uma estrada longa para serem trilhadas em prol dos trabalhadores que ainda vivem assalariados e passando fome com um Salário Mínimo. 

Avante trabalhadores, não baixem suas cabeças ao império da exploração e reivindiquem os seus direitos. 

Não temam e nem fiquem parados, façam greves, marchas etc. tudo é válido para a conquista de dias melhores para a classe e para suas famílias. 

Os empresários não reconhecem os seus esforços e como são os poderosos pisam sobre os corpos magérrimos de seus trabalhadores famintos.

Os tempos mudaram e já existem sindicatos e muitos outros órgãos em defesa dos trabalhadores.

Os poderes estão quase paralelos, é só, não deixarem de reivindicar e nem negligenciar os seus direitos.






Por: Ernani Serra
Pensamento: A alegria que se tem em pensar e aprender faz-nos pensar e aprender ainda mais.
Aristóteles