Leitores Online

24 de dez de 2012

Brasil Globalizado


O Brasil é um país que tem tudo de bom e do melhor só que, os brasileiros só conhecem o pior dentro do país.

Temos florestas que abastecem todos os continentes de madeiras, mas nós brasileiros não temos o direito de termos dentro de casa um móvel decente de madeira de lei, só encontramos no mercado os móveis de pinho que não é de boa qualidade, o aglomerado e o MDF que são o reaproveitamento de serragem ou cavaco de madeiras prensadas, móveis com pouca duração com relação aos móveis de madeiras que dura uma eternidade.

Tudo isso, acontece no nosso mercado para favorecer ao mercado de exportação que compram essas madeiras a preços baixíssimos, porque é em dólar, se esse mercado fosse para os brasileiros essa mesma madeira seria caríssima porque a nossa moeda está super desvalorizada. 

Temos frutos de melhor qualidade como o abacaxi que é exportado, só ficando no mercado nacional os restos de abacaxis pequenos que os estrangeiros não aceitam, e compramos a preço de ouro abacaxis de péssima qualidade, enquanto sai para o exterior a preços mínimos em dólar, nós pagamos pela exportação desse produto.

Temos o café cujos grãos de exportação são os melhores e que, nós brasileiros jamais tomamos café desse tipo de grão, o nosso café é de péssima qualidade e cheios de impurezas.

 Além dos gringos exigirem o melhor em qualidade, nós ficamos com o pior de todos os restos.

Temos tudo de bom, mas não usamos o melhor e sim o pior, é como não tivéssemos nada nesse país da malandragem.

Cada vez que o dólar aumenta no câmbio menor fica o preço da exportação em moeda estrangeira, esse joguinho político e artificial é para favorecer os gringos, quando exportamos; tudo que exportamos sai de graça para os estrangeiros. Nós é que pagamos o pato ruim com juros e correção monetária.

Quando o dólar sobe no câmbio aumenta a inflação e consequentemente diminui o poder aquisitivo do povo e a miséria também.

O governo não quer usar o câmbio de exportação e de importação desatrelado um do outro para não acabar com essa gangorra, prefere esse impasse, de um está à mercê do outro e isso é corrupção, pois, está prejudicando o desenvolvimento da nação que ora exporta e não importa e vice-versa. 

Todo país luta pela valorização de sua moeda nacional para se manter no primeiro mundo, só o governo do Brasil prefere desvalorizar sua moeda para beneficiar as multinacionais que estão invadindo o país.

O Brasil é o país mais rico do mundo, mas a corrupção política e sua gerência não souberam e não quiseram administrar essas riquezas e deixou que elas fossem sendo contrabandeadas sem nenhum lucro ou impostos para a nação. 

O governo se desfez das riquezas estatais e penalizou o povo com hiper imposto em tudo que o brasileiro consome sem riquezas estatais o governo ficou fraco e as multinacionais ficaram fortes mandando e desmandando nesse país, e o governo está governando o Brasil à custa dos impostos do povo, sangrando a economia popular impedindo que esse povo nativo possa fazer concorrência com as multinacionais que estão fechando o mercado nacional, fazendo lobby e monopólio na praça.

Temos petróleo, mas pouca valia para o mercado interno, quando importávamos esse produto chegava ao povo muito mais barato do que agora que temos esse petróleo que não é nosso, só o nome, mas com gerência multinacional por baixo dos panos ou por trás dos bastidores.

Se tivéssemos um governo nacionalista o povo estava em outra situação econômica e financeira, pois, riqueza tem, mas, não é nossa, foi globalizada.






Por: Ernani Serra 
Pensamento: A moralidade é a melhor de todas as regras para orientar a humanidade.
Friedrich Nietzsche