Leitores Online

25 de mar de 2013

Vitamina E


A Vitamina E compreende um grupo de oito substâncias semelhantes denominadas tocoferóis, sendo a mais importante o alfa-tocoferol.

Essa vitamina foi descoberta no ano de 1922 por Evans e Bichop, quando foi observado em um experimento com ratos que, na ausência de determinada substância, as fêmeas prenhes não conseguiam manter a gestação. Também foram observadas reações nos testículos dos ratos com deficiência dessa substância, considerada como sendo antiesterilidade, vindo daí o nome de vitamina E.

     ONDE ENCONTAR A VITAMINA E:
Esta vitamina é encontrada em verduras (como: alface, agrião, espinafre, couve), em óleos vegetais (como: óleo de algodão, milho, soja, azeite de dendê, óleo de semente de açafrão), ovos, germe de trigo, semente de girassol, algodão, soja, banana, manteiga, carnes, nozes, amendoim, gergelim, linhaça, entre outros.

     IMPORTÂNCIA DA VITAMINA E.
Essa substância também é importante na proteção contra os efeitos nocivos das substâncias tóxicas, sendo admitido nos dias de hoje, que protege contra o câncer, contra a arteriosclerose, de inflamações das articulações e das complicações provocadas pela diabetes. É importante também na prevenção de doenças cardiovasculares, melhora a circulação sanguínea e, também, é fundamental na formação dos gametas sexuais.

Nos animais (pelo menos em cobaias), a falta dessa vitamina leva a alterações neurológicas degenerativas da medula. Já nos humanos, as alterações neurológicas são: diminuição dos reflexos, diminuição da sensibilidade vibratória, da propriocepção e oftalmoplegia. Quando ocorre a retinopatia pigmentar, que também ocorre devido á falta de vitamina E, a dificuldade visual é agravada. Pode ocorrer também ruptura dos eritrócitos sanguíneos e esterilidade (em roedores apenas).

Já em excesso, esta vitamina E pode ser benéfica, prevenindo doenças cardíacas, câncer, Mal de Parkinson, cataratas, aumento do tempo de coagulação sanguínea. No entanto, há a necessidade de aumentar a ingestão de vitamina K.

     FALTA DE VITAMINA E
A falta de vitamina E pode causar insônia, colesterol alto e até queda de cabelo. A vitamina E está presente em alimentos como os cereais e no óleo de sementes. Algumas doenças causadas pela falta de vitamina E estão listados a seguir: 

Infertilidade; dificuldade de engravidar; aborto; queda de cabelo; pele e cabelos secos e sem vida; síndrome do climatério; cistos na mama; cansaço excessivo; desânimo; taquicardia; infarto do miocárdio; arteriosclerose; doença vascular periférica; trombose; embolia; tendinite; tromboflebite; câimbras; dificuldades na cicatrização; agregação plaquetária; má absorção nutricional.

Estes são alguns dos sintomas mais comuns, mas não é preciso ter todos os sintomas para identificar a deficiência de vitamina E no sangue. A falta de vitamina E pode ser tratada com o consumo de alimentos ricos em vitamina E ou com a tomada de um suplemento alimentar de vitamina E. 

     ALIMENTOS FONTE DE VITAMINA E
Alguns exemplos de alimentos fonte de vitamina E são:
Cereal enriquecido com fibra; Todos os óleos vegetais como: os de gérmen de trigo, girassol, amendoim, milho...; Todos os frutos secos como: nozes, amêndoa, avelã e amendoim.

A dose diária recomendada de vitamina E para adulto é de 10 a 30 mg. Fonte: Site Tua Saúde – Saúde, nutrição e bem-estar.






Por: Ernani Serra
Pensamento: Alimentar o corpo é alimentar a alma e vice-versa. Corpo são e mente sã e vice-versa.
Ernani Serra