Leitores Online

26 de mai de 2013

Falta Mão-de-Obra Qualificada


Terras de oportunidades. No Globo Repórter, as cidades brasileiras onde sobram empregos e faltam trabalhadores.

Paraíso da carteira assinada: salários disparam. E os patrões oferecem de tudo.

Alto falantes pelas ruas e até nos pontos de ônibus oferecem vagas. E os empregados garantem: vivem melhores e ganham mais.

Pato Branco: estudantes já conseguem emprego quando entram na universidade. E empresários saem do Paraná para buscar – de avião – os habitantes desempregados do Haiti em Manaus.

O milagre do algodão: fazendas oferecem casa, comida, escolas e até cinema – tudo de graça.

O jovem que ganhou do fazendeiro um curso de piloto agora voa sobre as plantações mais prósperas da fazenda. Faltam operários para as fábricas de tecidos e confecções.

O emprego mais gostoso do interior: famílias inteiras saem da Bahia para trabalhar na terra do chocolate.

Reis do tomate: com pouco mais de vinte anos, eles fazem fortuna vendendo o fruto mais desejado da mesa brasileira.

E no sul do Piauí, um oásis no Sertão da seca. A água jorra do chão e muda vidas nordestinas.

     Comentário
Os empresários só são bons quando não há uma mão-de-obra qualificada e faltam trabalhadores para ocupar as vagas. Quando todas as vagas estiverem ocupadas esses empresários voltam a se tornarem um explorador do homem pelo homem.

Por que os outros empresários não fazem o mesmo em todos os Estados do Brasil? Não fazem porque são burros, preferem ficar com as vagas em aberto a espera de um trabalhador qualificado e neste tempo estão perdendo dinheiro, quando seria mais rentável para a empresa, se o empregador preparasse a mão-de-obra dentro da empresa ganhando tempo e dinheiro.

O governo está prejudicando os brasileiros deixando entrar no país os haitianos sem nenhuma qualificação e sem eira nem beira, aumentando o número de miseráveis que já se encontra no país. 

O governo tem que melhorar a qualificação da mão-de-obra dos trabalhadores brasileiros para diminuir a miséria nacional, a violência, e dando aos trabalhadores uma perspectiva melhor de vida. 




Por: Ernani Serra
Pensamento: Tente mover o mundo – o primeiro passo é mover a si mesmo.
Platão