Leitores Online

15 de mai de 2013

Fraternidade e Oportunismo


Depois da mortandade de tantos animais no sertão por causa da seca prolongada, agora, é que a população está se mobilizando para mandar doações de água potável, alimentos e rações para os gados que sobreviveram até o presente momento. Como a região é muito grande a população não pode abranger todos os ruralistas necessitados com doações. Isso deveria ser obrigação do governo. O governo aplica tantas verbas bilionárias em obras fantasmas que ficaram abandonadas e não levam a lugar nenhum, dinheiro aplicado na lixeira da corrupção.

No começo ninguém apareceu para salvar os rebanhos; os agropecuaristas que tinham dinheiro pagaram cinco mil reais de frete para os caminhões levarem os rebanhos para o Norte do país onde há pastagens, com a condição de quando devolverem os animais gordos 50% vão ficar com quem cuidou, o restante virão para os respectivos donos no Nordeste. Sem falar nas perdas de ida e vinda dos animais fretados.

O governo e nenhum político se sensibilizaram com o sofrimento daquele povo e muito menos pela mortandade dos animais. 

Quando era da competência das autoridades governamentais em enviar gratuitamente rações para os animais impedindo aquela mortandade que vem inflacionando o mercado de carne, leite e industrializados, naquele momento de aflição nenhum político se interessou pelo problema sertanejo. 

Agora, no fim da seca e dos poucos rebanhos que sobreviveram é que apareceram os Prefeitos dos Municípios pedindo apoio financeiro para o Governo Federal; por que não pediram no início da seca? Em vez de dinheiro, como eles querem agora, o governo deveria mandar mantimentos, rações, vacinas, assistência medico-veterinária, alimentos para o povo e animais, água potável para matar a sede e sem nenhum ônus para aquele povo sofrido.     Isso não interessa aos políticos o que interessam é o vil metal. 

Deveria ter mobilizado o Exército Brasileiro em abastecer a população com caminhões pipas de água potável e na construção de poços artesianos mais profundos até alcançarem os lençóis freáticos.

Se o governo mandar dinheiro para os políticos jamais serão aplicados em favor dos agropecuaristas e dos animais. 

Em vez de mandar dinheiro para os políticos das regiões afetadas pela seca porque não perdoa as dívidas bancárias dos agropecuaristas, para que eles possam sobreviver na terra semiárida. Os pobres agricultores estão endividados com a rede bancária e sem poder pagar por causa das grandes perdas correlatas à seca, correndo o risco de perderem as terras e todos os bens para os bancos.   Aumentando a miséria rural. 



Por: Ernani Serra 
Pensamento: Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!
Rui Barbosa