Leitores Online

25 de jun de 2013

Reforma Política e Crime Hediondo


Ministros e ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ouvido pelo G1 dizem que não há previsão legal para uma Assembleia Constituinte destinada a tratar exclusivamente da reforma política, como propõe a presidente Dilma Rousseff.

Na avaliação deles, se uma Constituinte é convocada, os integrantes têm liberdade para reformar toda a Constituição e não precisariam se restringir exclusivamente a um tema. Outra corrente de juristas defende que a reforma de uma parte da Constituição pode, sim, ser feita por uma Constituinte exclusiva.

A proposta de um plebiscito sobre um processo constituinte específico para a reforma política foi apresentada nesta segunda-feira (27/06) pela presidente no discurso de abertura da reunião com os 27 governadores e os 26 prefeitos de capitais realizadas no Palácio do Planalto. A convocação da reunião foi uma resposta às manifestações de protesto que desde a semana passada reúnem milhares de pessoas nas ruas das principais cidades. Fonte: G1 POLÍTICA.

     Comentário
O certo mesmo seria elaborar uma nova Constituição Federal porque a que temos é tão boa, perfeita e futurista que se torna impossível de ser cumprida porque fere os interesses dos poderosos e corruptos. É necessária uma nova Constituição Federal para legislar, se adequar aos interesses em favor dos poderosos e corruptos. Porque a que temos é impossível de ser cumprida nesse sistema político.

Tudo isso não passa de um ato de desespero da presidente com relação às manifestações de protestos e reivindicações populares, o governo está querendo ganhar tempo com propostas a médio ou longo prazo e com isso esfriar os ânimos da população escandalizada com os problemas sociais, econômicos e financeiros do Brasil. Está querendo botar agua fria na fervura. Deixando cair no esquecimento do povo, dizem que os brasileiros não tem memória. Estão querendo passar a perna nos brasileiros e fazendo de tolos.

Reforma Política tem que ser já, não precisa de plebiscito e nem de constituinte, precisa é de boa vontade política e pulso forte, quando o governo quer faz tudo a base de Decreto-Lei, por que não faz o mesmo com a Reforma Política, esse governo tem medo dos adversários políticos, corruptos e de pressões econômicos e da rede bancária internacional.

O Brasil está precisando de um governo duro que acabe com todos os problemas de corrupção, prostituição, contrabando de armas e drogas, falta de educação, de saúde, de saneamento básico, de bons professores e bons médicos, etc. É preciso colocar o povo para trabalhar e ganhar salários dignos, e também um governo nacionalista que trabalhe pelo povo e para o povo, porque a situação do país está ficando a cada dia, mais preta, e perdendo a governabilidade e o caos está tomando conta da situação social e política.

A presidente Dilma Rousseff falou no seu pronunciamento que a corrupção seria tratado como crime hediondo, se até agora não prenderam os corruptos do Mensalão quanto mais, se forem classificados como hediondos, e os corruptos forem personalidades políticas e do colarinho branco, aí é que não vão ser condenados mesmos, os processos vão se prolongar por muitos anos até que se torne sem efeito jurídico por ter passado do prazo de julgamento. A impunidade continuará para sempre e os bandidos continuarão livres.

Ninguém se escandaliza com a corrupção e não chamam esses canalhas de ladrão, chamam de corruptos, enquanto os que estão na baderna das passeatas são chamados de bandidos, e os corruptos o que são? Os baderneiros são jovens de classe baixa, cheios de recalques, que estão extravasando esses sentimentos de repressão psicológica nesses protestos políticos, muitas das vezes, causados pelo próprio sistema governamental.




Por: Ernani Serra
Pensamento: O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não.
Mahatma Gandhi