Leitores Online

19 de jul de 2013

Superação de Vida 2


DAVID

David Santos Sousa, 21 anos, atropelado na manhã do dia 10 de março de 2013, com sequela de ter seu braço direito decepado no ato do acidente. É um trabalhador (limpador de vidraças em edifícios) e estudante.

O motorista Alex Siwek estava dentro de um Honda Fit ao lado de um amigo quando o acidente ocorreu. O motorista do carro invadiu a ciclovia e atingiu o ciclista.

O braço do ciclista foi amputado e permaneceu preso ao veículo. O motorista fugiu sem prestar socorro à vítima e quando chegou na Av. Doutor Ricardo Jafet, lançou o braço do jovem no Córrego Ipiranga, e depois foi se entregar à polícia.

O exame clínico apontou que o motorista havia ingerido bebida alcoólica antes do acidente. Na comanda do bar onde Alex havia bebido, mostra que ele pagou por três doses de vodca e um energético. O advogado Pablo Naves Testone, afirma que o estudante de psicologia não tem antecedentes criminais e vai responder em liberdade.

David não vai precisar abandonar a paixão pela arte. Disse o empresário Nelson Nolé – especialista no ramo de próteses ortopédicas em Sorocaba (SP) – avalia a situação do ciclista que teve um braço amputado depois de ser atropelado na Av. Paulista em São Paulo. Nelson informou nesta quarta-feira (13/07/2013) que irá doar a prótese para o jovem.

Para Nelson, que atua no ramo há 48 anos, é possível que David recupere a maior parte dos movimentos. Nós ainda temos pouca informação sobre o nível da amputação. A partir disso, saberemos qual será a melhor prótese para o jovem, explica Nelson. Entre os sistemas desenvolvidos pela empresa está o biônico, com comando cerebral e o eletrônico. Fonte: G1 SOROCABA E JUNDIAÍ.

     Comentário
O Dr. Nelson deu uma prótese no valor de R$ 300.000,00 a David, não só foi importante pelo valor, como pela grande generosidade desse médico em próteses ortopédicas. 

Enquanto um irresponsável dirige alcoolizado e faz vitima e não tem a mínima humanidade em socorrer a vítima. Aparece um médico que faz a diferença e oferece a um estranho a sua solidariedade com uma prótese que vai salvar a vida de David no seu cotidiano, tornando uma pessoa normal com um braço eletrônico.

O irresponsável alcoolizado que amputou o braço de David se tiver dignidade e consciência, no mínimo deve estar se achando um lixo humano. Aí está um futuro psicólogo sem humanidade, será que esse cidadão será bem sucedido na sua profissão? Será que esse Alex Siwek tem moral para aconselhar seus pacientes? Psicologia é o estudo da alma, mas quando atropelou o ciclista a sua alma estava alcoolizada ou será que a sua alma não estava no seu corpo no momento da tragédia? Talvez estivesse com o demônio no corpo ou com espíritos malignos para agir daquela forma.

A culpa também recai sobre a prefeitura de São Paulo que não colocou blocos de cimento (gelo baiano) para dividir as duas faixas, se tivessem essa divisão esse incompetente e irresponsável motorista não teria invadido a ciclovia. Cabe a todos os prefeitos do Brasil a fazerem a divisão com blocos de cimento; em algumas capitais estão dividindo essas vias com cones de sinalização plástica, que não impede a ação de invasão dessa ciclovia por motoristas marginais que não respeitam as leis de trânsito. 



Por: Ernani Serra
Pensamento: Enquanto o coração bater, há sonho, e enquanto há sonho, há vida.
David Santos Sousa