Leitores Online

19 de jul de 2013

Superação de Vida


CAMILLE
A pele morena e o sorriso cativante não deixam a estudante Camille Rodrigues Ferreira da Cruz, 20 anos, passar despercebida.

Recordista brasileira de natação, a atleta niteroiense que nasceu com má formação genética teria uma vida “normal”, não fosse o esporte e a determinação em vencer. Há algumas semanas ela esteve em Sorocaba com um patrocinador para a confecção de uma prótese mais moderna – perna direita, na altura do joelho -, e contou um pouco sobre sua vida e sonhos. Um deles realizou no Carnaval deste ano (2012), quando foi convidada para desfilar, pela primeira vez, numa escola de samba. Agora se prepara para desfilar no Carnaval do ano que vem, quando terá a oportunidade de mostrar tudo o que aprendeu, mas desta vez no chão, como passista da escola.

Nascida em Niterói e moradora da cidade de Santo Antônio de Pádua, no Rio de Janeiro, Camille revela que a deficiência nunca impediu de levar uma vida normal, com estudos e amigos. Aos 4 anos começou a utilizar prótese. O esporte entrou em sua vida aos 13 anos de idade quando fez um teste na piscina da Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (ANDREF).

Até agora, foram mais de cem medalhas e troféus em competições regionais, nacional e internacional. Acabei aliando lazer e trabalho.     A natação virou minha profissão. A primeira viagem foi para a China, onde ficou por 15 dias. Fonte: Site CRUZEIRO DO SUL.

Comentário:
A atleta Camille esteve no programa HOJE EM DIA no dia 19/07/2013, e demonstrou seu desempenho, dançando. Essa atleta é muito bonita, é alta e tem um belo corpo.




Por: Ernani Serra 
Pensamento: O que faz uma pessoa deficiente não é a deficiência do corpo e sim, da maneira de pensar.
Ernani Serra