Leitores Online

14 de ago de 2013

Ambição e Autodestruição do Homem


     O GELO DO ÁRTICO ESTÁ DESAPARECENDO.
Por mais de 800 mil anos, o gelo do Ártico é um elemento permanente do oceano. Ele está derretendo por causa do uso de combustíveis fósseis e, em um futuro próximo, o Ártico pode ficar sem gelo pela primeira vez desde que os humanos pisaram na Terra. Isso seria devastador não só para o ecossistema local, como para os ursos polares, narvais, morsas e outras espécies que vivem lá, mas também para o resto do mundo. O gelo no topo do mundo reflete muito do calor do Sol de volta para o espaço e, assim, mantém todo o nosso planeta resfriado, estabilizando os sistemas climáticos dos quais dependemos para cultivar alimentos. Proteger o Ártico significa proteger a todos nós. 

     CORRIDA INTERNACIONAL PELO PETRÓLEO NO ÁRTICO.
Precisamos banir a exploração de petróleo nas águas do Ártico. As mesmas empresas de energia suja que causaram o derretimento do Ártico querem lucrar com o desaparecimento do gelo na região. Essa nova fronteira de exploração tem um potencial de produção de 90 bilhões de barris de petróleo. É uma montanha de dinheiro para as empresas, mas supre apenas três anos de consumo de combustível fóssil para o mundo. Documentos governamentais dizem que lidar com o derramamento de petróleo em águas geladas é quase impossível e que erros inevitáveis destruiriam o frágil ecossistema do Ártico. Para perfurar poços de petróleo no Ártico as companhias petrolíferas têm de tirar icebergs do caminho de suas plataformas além de usarem tubos gigantescos com água morna para derreter o gelo flutuante. Para acontecer mais um vazamento de petróleo catastrófico é apenas uma questão de tempo. Nós vimos o dano causado pela Exxon Valdez na região e o desastre da Deepwater Horizon no Golfo do México.   Não devemos deixar que isso se repetisse no Ártico.

     FROTAS PESQUEIRAS INDUSTRIAIS.
As populações locais que pescam de forma sustentável há anos na região podem ficar sob ameaça, se deixar os gigantes, empresas pesqueiras, continuarem a explorar de forma predatória o oceano Ártico.

     AMEAÇA MILITAR NO ÁRTICO.
A ameaça futura de guerra no Ártico é real. Países ao redor da região estão comprando submarinos, caças e quebra-gelos de propulsão nuclear para fazer valer as suas reivindicações à força. Tanto a Rússia quanto a Noruega já anunciaram “batalhões árticos para lutar pelos seus interesses”. Além da crescente militarização, seis países tentam anexar partes do Ártico não reivindicado – incluindo o polo Norte – como seu território nacional. Essa área atualmente pertence a todos nós. Vamos mantê-la assim e decretar um santuário global no alto Ártico, em nome de toda a vida na Terra.

     POLO NORTE E ÁRTICO ESTÃO AMEAÇADOS PELA AMBIÇÃO DAS EMPRESAS E DOS GOVERNOS.
Existem muitas pessoas como nós no planeta e cada uma é afetada pela situação do Ártico ao refletirem os raios solares, o gelo do Ártico regula nossos padrões climáticos e o cultivo dos nossos alimentos.

Apesar dessa importância, o Ártico está na linha de frente do aquecimento global – aquecendo duas vezes mais rápido do que qualquer outro lugar. 

Está também na linha de frente da indústria de petróleo – um dos combustíveis mais sujos e mortais, e o principal responsável pelo derretimento do gelo.

Ao acabar com a corrida do petróleo do Ártico criamos condições para uma mudança radical em nossas vidas, acelerando a revolução pelo uso da energia limpa que vai abastecer o futuro dos nossos filhos.

Mas juntos, temos algo mais forte do que o exército de qualquer país ou do que o orçamento de qualquer empresa. Nossa preocupação comum, com o planeta que deixaremos para nossos filhos, transcende todas as fronteiras que nos separam e nos faz a força mais poderosa dos dias de hoje. Fonte: Greenpeace.



Por: Ernani Serra
Pensamento: Quem ama extremamente, deixa de viver em si e vive no que ama.
Platão