Leitores Online

22 de out de 2013

O Exterminador do Futuro


Caçar botos é proibido e deveria ser crime ecológico com multas pesadas e prisão.
MANAUS – Os pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) detectaram redução da população de botos-vermelhos, conhecidos popularmente como botos cor-de-rosa. O índice chega a 10%, por ano, em áreas específicas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá. A diminuição dos números de animais foi encontrada na área de atuação do INPA dentro da reserva, que corresponde a 12% do local que tem 1,1 milhão de hectares. A informação consta no Dossiê Vermelho, um documento produzido ela Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA) ao qual a reportagem do Portal Amazônia teve acesso com exclusividade.

A matança do mamífero ocorre principalmente porque a carne é utilizada na pesca do peixe piracatinga, também conhecido por douradinha. O peixe é apreciado na culinária colombiana e sua aceitação cresceu no mercado brasileiro.   O piracatinga é chamado, ainda, de urubu-d’água. O peixe alimenta-se de carne putrefata de outros animais. A caça de botos é terminantemente ilegal.

De acordo com o Dossiê Vermelho, a produção do pescado de piracatinga é enviado para venda sem fiscalização, através do porto de Tabatinga (a 1.108 km de distância de Manaus). Os frigoríficos de Fonte Boa (676 km) são um dos principais pontos de comercialização do peixe, segundo Jones César.

Ainda de acordo com o documento, a extensão geográfica da cadeia de comercialização da piracatinga abrange os rios Madeira, Purus, Médio Solimões, Japurá e a região da tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia. Contudo, um levantamento mais atualizado e detalhado pode revelar um aumento desta área devido a aparente expansão da pesca.

Os botos são populares no universo mítico do caboclo amazonense, sendo protagonista de lendas amazônicas. O mamífero també é famoso pelo comportamento dócil. O pesquisador do INPA, Fernando Rosas, disse que existem relatos de salvamento de náufragos por botos nos rios da Amazônia. Fonte: Portal Amazônia. com.

Estima-se que mais de 30.000 botos são mortos anualmente na região amazônica.

A caça desses animais é proibida, o mamífero é considerado um símbolo da Amazônia, pertencente a uma lenda popular, porém sua proteção é ineficaz pelo descumprimento da lei e da dificuldade das autoridades de monitorar vastas regiões de florestas e de rios. Fonte: Site Info Escola.

Comentário
O homem é o animal mais perigoso do mundo e é, o exterminador da natureza. Há muitos e muitos anos que o homem vem destruindo a fauna e a flora silvestre. 

O Brasil tem diversos órgãos de defesa da natureza mais nenhum funciona em prol da natureza e sim, das propinas e dos poderosos, vamos ver quais são eles: 

INPA; AMPA; Dossiê Vermelho; IBAMA; ICMBio; IPAAM.   Esses órgãos só servem para servir como cabide de empregos dos cabos eleitorais e políticos, são como urubus, só chegam aos locais das infrações quando só há carcaça abatida e nunca pegam os infratores. Não têm leis rigorosas contra os crimes ecológicos e nem punições dentro do Código Penal Brasileiro, às vezes extraem multas pesadas que os infratores nunca pagam, porque recorrem a justiça que os amparam na ilegalidade. 

Isso que está acontecendo com os botos é bizarro, é monstruoso, quem já foi preso por matar botos e peixe-boi? Ninguém. O peixe-boi já está na lista dos extintos e o boto caminha para essa mesma lista porque sua reprodução é mínima.

Segundo o biólogo da Associação Amigos do Peixe-boi (AMPA), a carne do peixe-boi é comercializada em Manaus e no interior sob encomenda por valores entre R$ 5 e R$ 20 o quilo. Espécie está vulnerável à extinção. Fonte: acrítica.com Amazônia.

Como se vê, para que serve esse órgão de fiscalização do governo (AMPA)? Para nada. 

Apesar de ilegal as caças predatórias do peixe-boi da Amazônia estão abastecendo as feiras naquele Estado com as carnes daquele mamífero. Por que a AMPA não multa quem está comercializando a carne do peixe-boi? No começo da descoberta do Brasil tínhamos milhares de peixe-boi nos mares e foram extintos pelo predador homem. O mesmo vai acontecer com o peixe-boi dos rios amazonenses.

O governo só se interessa por finanças, é o caso do pré-sal vendido a preço de banana, o governo jogou tanto dinheiro no lixo que agora está vendendo o pré-sal às pressas para fechar o caixa do orçamento. Tantos órgãos em defesa da ecologia do governo e nenhum deles funcionam, dão mil desculpas e fica o dito pelo não dito.




Por: Ernani Serra
Pensamento: O homem é mau, precisa ser exterminado do planeta Terra, antes que ele extermine o planeta.
Ernani Serra