Leitores Online

8 de jan de 2014

Quem tem Direito?


Os índios Tenharim do Amazonas estão sem acesso a alimentos e remédios após conflitos entre a comunidade indígena que acusa os brancos de terem matado o seu chefe, e a população branca acusa os índios pelo desaparecimento de três homens brancos.

Os brancos destruíram os postos de pedágios dos índios. O governo está impedindo que os índios cobrassem pedágios, mas, a estrada está dentro do território indígena, portanto, o índio tem direito a cobrar pedágios para sua própria sobrevivência e não ficando a mercê do governo que lhes mandam alimentos através da FUNAI como se os índios fossem mendigos.  Favelados já são. Em muitas terras indígenas estão extraindo riquezas e os verdadeiros donos (os índios) não recebem nem um centavo dessas extrações, os índios não têm direito a nada.

Os brancos que não tem terras podem cobrar pedágios nas estradas brasileiras e ainda beneficiam essas estradas com o dinheiro público, por que o governo não faz o mesmo?   Acham mais cômodo entregar o país as empresas particulares, então, para que servem tantos políticos: no Congresso Nacional, nas Câmaras e Assembleias, se o país está sendo leiloado e privatizado? Essas quantidades enormes de políticos imprestáveis fazem parte da sangria dos cofres públicos para não sobrar nada para beneficiar o povo.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso está sendo acusado de conivência com a espionagem dos órgãos do governo norte-americano dentro do Brasil, isso é traição à pátria. De acordo com o livro “Quem Pagou a Conta?”, da escritora Francis Stoner Saunders. 

Tudo indica que os políticos que estão no poder contribuem de certa forma em favorecer os estrangeiros com: corrupção para se beneficiar e diminuir o dinheiro nos cofres públicos; leilões do pré-sal; plataformas alugadas; destruição de dólares do Banco Central através de aplicações na Bolsa de Valores; minérios de ferro do Vale que estão saindo o mais depressa possível; o ouro que está sendo explorado por uma companhia canadense da Serra Pelada e outras riquezas que estão sendo contrabandeado sem nenhuma intervenção do governo; o petróleo só é caro no Brasil porque não é nosso, e o trabalhador sobrevivendo miseravelmente sob os grilhões de um Salário Mínimo.

Ex.: Veja a Venezuela e outros países que o governo é líder, o petróleo custa ao consumidor R$ 0,25 e no Brasil está chegando aos R$ 3,00 e ainda se dá ao luxo de importar porque a parte que deveria ficar no Brasil está indo para as companhias de petróleo estrangeiras.

Há interesses internacionais que pagam para que o Brasil não se torne uma potência de primeiro mundo, e essas sangrias é a resposta contundente de que desejam um Brasil Tupiniquim, sem eira nem beira; porque se esse país se tornasse uma potência, os governantes (se fossem patriotas e não traidores) teriam que melhorar a vida dos brasileiros com salários elevados, educação e saúde de primeiro mundo, economia equilibrada etc.

Exportamos café, milho, açúcar, soja etc. para o exterior e esses mesmos produtos ficam no mercado interno a preços elevados e de péssima qualidade; os produtos de melhor qualidade vão para o exterior e os dólares vão para a Bolsa de Valores para serem triturados quando a reserva do Brasil está em superávit.

Somos iguais aos índios não temos direito a nada. Contentamo-nos com bugigangas.




Por: Ernani Serra
Pensamento: A política tem a sua fonte na perversidade e não na grandeza do espírito humano.
Voltaire