Leitores Online

20 de mai de 2014

Supremo Tribunal Federal (STF)


O ministro Teori Zavascki, do STF, determinou nesta segunda-feira (19/05/14), em decisão liminar, a liberdade do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Zavascki também suspendeu todos os inquéritos relacionados à operação policial e às ações penais abertas na Justiça Federal do Paraná contra os investigados, entre eles, o doleiro Alberto Youssef, pivô do mega esquema de lavagem de dinheiro.

Além de interromper os inquéritos relacionados à operação Lava-Jato, a liminar ordena a suspensão de todos os mandados de prisão já expedidos no curso das investigações e determina a remessa imediata dos autos para o Supremo Tribunal Federal. Fonte: Blog Reinaldo Azevedo.

Comentário:
Antigamente, o Supremo Tribunal Federal era pouco conhecido quase não se falava dele, os processos só chegavam ao STF depois de passar por todas as instâncias jurídicas e era a última sentença em definitivo dado pelo supremo, e só chegavam a suas mãos os processos mais polêmicos e importantes.

Hoje, o supremo está mais falado do que nunca, em todas as mídias e internets, é o órgão do judiciário mais popular de todas as épocas, está em todas. Está tão popular que os juízes regionais estão enviando ao supremo, processos de: roubo de galo, de chaves de fenda, de um celular de R$ 150, de uma garrafa de vinho, avaliada em R$ 20; e de uma roda de carro que custava R$160, etc.  Parece até brincadeira enviar esses tipos de processos que não deveria nem ter dado entrada nas Varas Comuns de Juizados, esses processos medíocres deveriam ser resolvidos na própria delegacia de polícia como se fazia antigamente, mandar para juízes estaduais e para o supremo é avacalhação, é um desrespeito as autoridades judiciais da Corte Suprema e Estaduais. 

Antigamente, nunca se tinha visto o STF se envolvendo com processos políticos como: o Mensalão e agora o Lava-Jato. Os processos que o STF julgava vinham sempre de petições e nunca de maneira espontânea como acontece hoje, tomando posições políticas como se fosse de sua alçada. Os tempos mudaram para uns. Muitas petições mais importantes foram negadas pelo STF alegando que não era de sua alçada de interferir-se em âmbito municipal, estadual ou federal, mas, quando ele quer interfere politicamente.



Por: Ernani Serra
Pensamento: A justiça, cega para um dos dois lados, já não é justiça. Cumpre que enxergue por igual à direita e à esquerda.
Rui Barbosa