Leitores Online

19 de out de 2014

Convênio Privado de Saúde


Os convênios privados de saúde deveriam por lei governamental se tornar gratuitos ou baratos para os aposentados, já que estão no fim de suas vidas e já deram muito para a nação e contribuíram muito para o Estado.

Esses planos de saúde estão a cada dia se tornando muito caros para os aposentados. As pessoas com mais de 65 anos deveriam pagar o mínimo ou ter o privilégio da gratuidade.

Essas pessoas idosas mesmo que usem mais esses serviços médico-hospitalares têm muito poucos anos de vida, já pagaram bastante durante toda a sua vida e agora merecem um prêmio. O princípio desses planos não é para enriquecer os proprietários desses convênios e sim, para servir bem aos usuários o que não está acontecendo com muitos desses órgãos de serviço de saúde que estão explorando os usuários. O convênio não quer pagar menos ou dar gratuidade, mas preferem ser explorados pela corrupção política e administrativa que levam a falência e, por conseguinte dá uma péssima assistência aos usuários do plano.

É o que está acontecendo com a GEAP estão extorquindo os seus funcionários públicos para fechar o rombo em vermelho (déficits) pela falta de gerenciamento e de honestidade administrativa e em consequência de tudo isso, os servidores associados foram penalizados com a péssima assistência médico-hospitalar e laboratorial que deixam muito a desejar. Depois que a GEAP assumiu o plano só deu para trás, os bons médicos e os bons hospitais não quiseram mais prestar serviços a GEAP por pagar mal. O que aconteceu com os usuários? Estão mal assistidos pela saúde privada e pagando caro por um serviço ruim, e que, muitos funcionários já saíram da GEAP para outros convênios.

Existe uma mentalidade errônea  sobre quem deve pagar mais; são os idosos porque precisam mais, mas, em contrapartida vivem menos, já estão em fase terminal e deveriam ser contemplados com convênios gratuitos ou mínimos, pois o funcionalismo público ganha muito pouco e já vive passando necessidades e na sua juventude e na idade adulta não precisaram muito dos serviços de saúde e só passaram os anos pagando aos convênios, que só lucraram com isso.

É preciso que haja mais respeito aos idosos que estão precisando dos serviços de saúde privado e estes estão abandonando essa classe terminal com planos que os deixam fora de tratamento.

No Brasil o idoso é tratado como lixo, morre a míngua, e ganham uma miséria de Salário Mínimo, são criaturas desprezadas por todos.

Existem alguns países adiantados e civilizados que contemplam os idosos com viagens e serviços médicos de primeira qualidade como um prêmio aos anos de contribuição que o idoso participou para o Estado. Aqui, no Brasil, o governo contempla com o SUS.







Por: Ernani Serra
Pensamento: Quem tem força, abusa.
Monteiro Lobato