Leitores Online

22 de fev de 2015

Ônibus Espacial Challenger


O acidente com o ônibus espacial Challenger ocorreu no dia 28/01/1986, durante a fase de decolagem do ônibus, em apenas 73 segundos após o seu lançamento da missão STS-51-L, causando a explosão da nave e consequentemente a morte dos sete tripulantes que estavam a bordo. A nave se desintegrou sobre o Oceano Atlântico ao longo da costa da Flórida, às 16h38min UTC. Sua desintegração total começou quando o O-ring de vedação do lado direito do foguete de combustível sólido (SRB) falhou em pleno ar. A falha do O-ring causou uma quebra do selamento do foguete, permitindo que o gás quente sob pressão de dentro do motor do foguete sólido alcançasse a parte externa e invadisse o anexo das ferragens adjacentes do SRB e do tanque de combustível externo, levando à separação do anexo do lado direito do SRB e a falha estrutural do tanque externo. Forças aerodinâmicas rapidamente destruíram a nave por completo. Fonte: Wikipédia.

Comentário:
Essa foi a primeira e última catástrofe que a NASA sofreu com os ônibus tripulados, foi uma grande perda para humanidade não só pelo fracasso do lançamento quanto pelas perdas humanas. O mundo ficou estarrecido e sofrendo com o luto dos familiares daquela tripulação cuja viagem não chegou a lugar nenhum. Foi lamentável o ocorrido principalmente com o erro tecnológico de fabricação que abalou a tecnologia aeroespacial dos Estados Unidos. 

Depois do fracassado e fatídico lançamento a NASA não foi mais a mesma, inclusive deixou de lado todos os projetos espaciais tripulados sobre a Terra e finalizou a corrida pelo espaço através de ônibus tripulados e passou para a China e para Rússia essa função que está operando até hoje. Essa tragédia abalou os alicerces da NASA.







Por: Ernani Serra
Pensamento: Tudo que é perigoso tem o seu preço na fatalidade da vida.
Ernani Serra