Leitores Online

4 de mar de 2015

O Brasil está na Inadimplência


O Brasil gastou mais do que arrecadou e deixou de cumprir com suas obrigações, ficando inadimplente com seus credores e por conta disso começou a se endividar com a rede bancária internacional, com a venda do pré-sal nos leilões de privatizações para cobrir uma dívida anterior e assim, o Brasil foi-se se endividando dentro e fora do país. Apareceu à corrupção na Petrobras com as manobras especulativas, com as propinas, com as construções superfaturadas no setor petrolífero, etc. Toda essa ganância fez com que a Petrobras ficasse no vermelho a beira da falência e agora está empurrando o problema com a barriga.

Com todos esses problemas na má administração política do país começou aparecer um rombo financeiro nas reservas cambiais do Brasil que por falta de pulso ou interesse doloso deixou que os dólares saíssem pelo ralo da Bolsa de Valores que propulsionou a valorização do dólar e a desvalorização do real que causou um déficit na exportação e daí por diante uma inflação que está atrelada a uma recessão política, financeira, econômica e social. 

A presidenta Dilma Rousseff no seu segundo mandato presidencial disse: Não vai ficar pedra sobre pedra. É o que está acontecendo, a presidente vai destruir o Brasil político, social e econômico-financeiro. A crise já se instalou no país e o caos também, tudo isso parece um plano bem orquestrado para entregar o país falido nas próximas eleições para outros adversários partidos, vai entregar um abacaxi para ser descascado ou um ovo quente na mão do adversário político, ou então, estão querendo uma revolução para acabar de destruir tudo que os brasileiros já construíram e afundar o Brasil num lamaçal de guerras sem fim à espera de uma nação que venha dominar totalmente o país e sermos escravos desse domínio estrangeiro. 

Como o governo já conseguiu a inadimplência política, econômica e financeira, agora estão querendo que o povo fique também endividado e não possa saldar suas obrigações e comece a ficar no SPC e na SERASA para fechar o círculo maquiavélico da inflação e recessão, aí sim, vai completar a falência completa do Brasil que vai ficar fraco e se tornar dependente de outra nação internacional.

Querem deixar o Brasil de esmola, estão destruindo com impostos e outros artifícios as indústrias e comércio deixando a nação em situação crítica. 

Essa política de austeridade que é um modelo que beneficia as grandes potências e que, só leva a nação pressionada, a um caos, a uma dívida sem fim, à humilhação da submissão as nações credoras, perda da independência política, e a pobreza. 

A Grécia está fadada a se tornar eterna escrava do capitalismo bancário europeu e do FMI. O povo grego recebeu um presente de grego dentro da Grécia quando elegeu o novo premiê socialista Alexis Tsipras prometendo “servir sempre aos interesses do povo grego” Como todo político corrupto prometeu mais não cumpriu e enganou o povo grego que ficou decepcionado com o político mentiroso e traidor que se passou para o lado da política da austeridade europeia, fez tudo ao contrário do que disse em campanha eleitoral, emprenhou o povo grego pelo ouvido. O povo grego foi às ruas e protestaram violentamente, mas inutilmente, o poder maior (político) destrói o poder menor (povo). 

Parece que é de praxe de políticos socialista-comunistas se fazerem de baluartes do povo e se voltarem contra esse mesmo povo quando se elegem.  No Brasil a política é contra tudo e todos e a favor da política capitalista bancária internacional. Toda austeridade política brasileira é para beneficiar os estrangeiros e punir severamente o povo brasileiro.

Aqui no Brasil o poder maior está destruindo com leis fiscais a nação e o país. 

A solução do Brasil não está na política de austeridade e sim, na política de baixar o fisco, na política de incentivo à produção industrial e comercial para produzir mais, baixar o custo de vida, melhorar o salário dos trabalhadores, e fazer o país crescer e não estagnar com esses métodos de austeridade que escraviza o povo e beneficia os banqueiros internacionais. 

O governo brasileiro está trabalhando para os poderosos capitalistas do poder econômico e financeiro estrangeiro. O Brasil está caminhando na contra mão dos interesses nacionais.








Por: Ernani Serra 
Pensamento: Se alguém trai você uma vez, a culpa é dele. Se trair duas vezes a culpa é sua.
Eleanor Roosevelt