Leitores Online

1 de mai de 2015

1º de Maio - Dia do Trabalhador


A Presidenta da República Federativa do Brasil (Dilma Rousseff) já informou que nessa data do Dia do Trabalhador em 1º de maio de 2015 não vai haver nenhum pronunciamento nas redes das mídias, vai ficar muda e surda, a presidenta está abalada e constrangida com a queda nos índices de popularidade e com as revoltas da população que acompanha sempre os pronunciamentos da presidenta com batidas nas panelas (panelaços) nos terraços e janelas dos apartamentos mostrando que estão insatisfeitos com a sua gestão no governo.

No seu primeiro ano de governo, em 2011, Dilma destacou na fala do Dia do Trabalho o crescimento no número de empregos e renda no Brasil e se comprometeu a continuar com a política de valorização do salário mínimo. A presidenta lembrou ainda do lançamento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), lançado no dia anterior ao pronunciamento.

No pronunciamento de 2012, Dilma cobrou redução nas taxas de juros por parte dos bancos privados. Na ocasião, ela classificou como “inadmissível” que o Brasil, com um dos sistemas financeiros “mais sólidos e lucrativos”, continuasse com taxas de juros entre as mais altas do mundo.

Hoje, a presidenta se encontra envergonhada com tantas mentiras que implantou na consciência desse povo brasileiro e não tem como fazer um pronunciamento de sua má gestão no dia do Trabalhador. 

Qual seria o pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff nesse ano de 2015? 

Caros trabalhadores do Brasil sinto muito, ter de dizer, que o salário mínimo está se tornando cada dia mais mínimo; que a moeda nacional (real) está valendo menos que um rolo de papel higiênico;  que o custo de vida está mais caro do que nunca (inflação); que os trabalhadores estão perdendo os empregos por causa das taxas impostas pelo meu governo em todas as mercadorias, serviços, causando uma recessão; que o dólar está nas alturas; que a taxa Selic em 13,25% foi a maior em todos os tempos; e ainda estamos querendo uma lei fiscal para aumentar tudo para ver como vai ficar

A greve dos professores me fez lembrar o meu tempo de jovem quando iam às ruas para protestar contra os governos reacionários e me revoltava com a truculência dos policiais, hoje eu estou no poder e estou fazendo o que na época eu repudiava, foi o poder que me transformou numa presidenta reacionária, impopular e contra o povo e o Brasil.

É pela minha má gestão que não vou fazer nenhum pronunciamento e se fizer é para enganar esse povo otário que acredita em mim e no meu ministério econômico como salvador da pátria. 

O meu slogan é: “Salvem-se quem puder”.






Por: Ernani Serra
Pensamento: As grandes massas cairão mais facilmente numa grande mentira do que numa mentirinha.
Adolf Hitler