Leitores Online

9 de mai de 2015

A Perspectiva está Traumática


As rendas dos trabalhadores estão caindo é a mesma que de um ano atrás. Distensão no mercado de trabalho significa duas coisas: vai aumentar o desemprego e cair à renda quando eles falam que o mercado de trabalho está apertado, isso quer dizer o seguinte: que tem desemprego baixo e o salário está mais alto, o que estão dizendo é distensão, isso leva a observação que é o seguinte: nesse exato momento que o desemprego está aumentando e a renda está caindo, no momento que o desemprego está aumentando o governo dificulta o Seguro Desemprego.

Na média nacional a taxa de desemprego foi a mais alta em dois anos, o índice de 7,9% é bem maior do que no período imediatamente anterior e ficou acima do primeiro trimestre de 2014.

Cresceu também a população desocupada chegou a quase oito milhões de pessoas isso significa 23% a mais que no trimestre anterior. Entre as mulheres e os jovens o desemprego é maior, a taxa foi de 6,6% para os homens e 9,6% para as mulheres; dos jovens de 18 a 24 anos, 17,6% estavam sem trabalho nos primeiros três meses do ano, mais do que o dobro da média nacional que foi de 7,9%. O mercado de trabalho está numa geração menor de postos de trabalho, mostra uma procura maior por emprego e consequentemente o reflexo disso é uma taxa de desocupação maior num nível de ocupação menor

O desemprego é mais alto entre as pessoas que não completaram o ensino médio e mais baixo entre as que têm ensino superior completo o que também aumentou o índice de empregados com carteira assinada no setor privado, a carteira assinada não é garantia do emprego, e hoje em dia, como os custos de demitir são muito altos o empregador pensa duas vezes antes de desligar um funcionário, hoje a gente tem um grau de formalização muito mais alto na economia do que na segunda metade da década de noventa apesar da gente estar observando o aumento rápido do desemprego, esse aumento poderia ser muito maior se a gente tivesse um contingente maior de informais. O economista disse também que as empresas estão trocando salários mais altos por salários mais baixos, elas estão reduzindo muito as demissões e as novas contratações estão sendo principalmente de empregos baixos salários e bem menos de empregos de salários medianos para altos. Fonte: Jornal da Globo.

Comentário
A situação do país está a cada dia piorando e vai piorar ainda mais quando estiverem aplicando a lei de equilíbrio fiscal não para o povo mais para o governo federal. 

Nem começou o arrocho fiscal já estamos com uma inflação alta, com aumento de desemprego e renda baixa, o governo federal vem com uma lei e dificulta o Seguro Desemprego; a lei das domésticas não foi criada para beneficiar as empregadas domésticas e sim, o governo federal com os impostos que vão receber; estão querendo legalizar o trabalho informal dos camelôs alegando que é para o bem deles, mas na verdade é para engordar os cofres da União com o pagamento de taxas ao INSS, etc.

Do jeito que vai a presidenta é capaz de querer bloquear as poupanças como fez o ex-presidente Fenando Collor. 

A presidenta não está gostando porque o povo está sacando todo o seu dinheiro aplicado nas poupanças, superando os depósitos é o pior resultado em 20 anos. Tudo isso mostra o quadro crítico e negro dessa má gestão governamental. Vai aumentar o número de pobres e miseráveis por conta dessa crise criada por uma administração corrupta e inconsequente.








Por: Ernani Serra 
Pensamentos: Quem revela o segredo dos outros passa por traidor; quem revela o próprio segredo passa por imbecil.
Voltaire