Leitores Online

16 de mai de 2015

Brasil sem Eira nem Beira


O Brasil está passando por uma crise muito profunda que atinge a sociedade e toda economia do país. 

O pior de tudo é que a saúde pública está em estado de guerra, os hospitais estão falidos não têm verbas, medicamentos, produtos de higiene estão faltando de tudo, os acompanhantes dos pacientes têm que sair do hospital para comprar gases, esparadrapo, remédios, e outros produtos em farmácias privadas, que o paciente necessite para sua recuperação prescrita pelo médico, enquanto isso, os pacientes estão jogados no chão ou em macas nos corredores por não ter leitos suficientes para acomodar esses infelizes doentes que precisam do famigerado Sistema Único de Saúde (SUS).

O Nepal que foi assolado por um terremoto está em situação melhor do que o povo brasileiro com relação à saúde pública, pelo menos, o Nepal está sendo assistido por países humanitários que não vão deixar faltar nada, nem alimentos nem assistência médica hospitalar em barracas de campanhas, falando nisso, o Brasil precisa dessa assistência humanitária internacional para amenizar o sofrimento desse povo sofrido e que está sendo extorquido pelo governo para pagar o que não deve, estamos passando por um terremoto de corrupções que faliu o Brasil. 

Por que a Organização das Nações Unidas (ONU) não vem dar assistência a esse povo brasileiro?
Estamos na mesma situação do povo no Nepal, precisamos de alimentos para os pobres que estão morrendo de fome e todo tipo de medicamentos para manter os hospitais públicos funcionando, mas se enviarem esses medicamentos não mande para o governo e sim, para as Forças Armadas que são mais honestos e sabem como distribuir e usar em hospitais de campanha (tendas). 

Acredito até que esses medicamentos existam nos estoques do governo e estão sonegando ao povo brasileiro, se querem ver esses medicamentos aparecerem basta que haja um cataclismo (terremoto) em Cuba, na Venezuela, na Bolívia, no Uruguai, nesses países que se dizem comunistas, de imediato vários aviões de cargas vão decolar abarrotados de víveres e medicamentos para aqueles povos socialistas, só não têm é para o povo brasileiro, como já aconteceu com o Haiti que foi assistido até hoje pelo Brasil. Para o SUS e para os hospitais públicos não têm remédios faltam de tudo, mas para o Haiti teve em toneladas. É por isso que acho que essa crise foi pré-fabricada com a intenção dolosa de destruir a nação e o país.  

O Brasil tem de tudo para não ter sofrido esse caos político, social e econômico-financeiro, mas os políticos usaram e abusaram do ponto nevrálgico para afundar o país através de financiamentos bilionários, construções faraónicas, (verdadeiros elefantes brancos), obras inacabadas, (dinheiro jogado no ralo), obras construídas em série, (quatro refinarias de uma só vez), e por fim, extraíram todo dinheiro da Petrobras como se estivesse extraindo petróleo. O governo usava e abusava das finanças da Petrobras para cobrir outras extravagâncias desnecessárias que usavam para motivos políticos eleitoreiros. O governo fazia de conta que estava desenvolvendo a nação, mas estava era afundando o país num lamaçal de corrupções nunca visto no Brasil, mas tudo isso só tem um indicador, a prosperidade dos estrangeiros que estão levando tudo de graça, a preço de banana podre. Para essa classe internacional e toda poderosa mundialmente falando não lhes faltam nada, o país tem verbas de sobra e está em pleno desenvolvimento para sair às riquezas do Brasil nas exportações de minérios, pedras preciosas, alumínio, ouro, soja, café e muitos outros produtos em commodities (produto bruto), mas para isso não falta ao governo federal verbas para melhorar e construir estradas de ferro, rodovias e portos que liguem a fonte produtora para a saída desses produtos com a máxima rapidez possível. 

Temos uma empresa multinacional que está construindo uma gigantesca hidrelétrica no Norte do país para manter a extração in locum do minério de alumínio para o exterior, enquanto isso vão nos mandar plásticos para substituir o alumínio que usamos na cozinha. Tudo isso o governo teve dinheiro farto para ajudar as multinacionais a piratearem as nossas riquezas.

O governo está querendo é sufocar a sociedade brasileira com essa lei fiscal e tornar o povo brasileiro mais pobre e miserável e o Brasil em um monstrengo Quasímodo do livro O Corcunda de Notre-Dame. 

Parece que é de praxe que os governantes mundiais procurem a construção de grandes obras faraónicas em detrimento do povo que passa fome e necessidades básicas. Pesquisem as civilizações antigas e vejam as grandes construções e as grandes civilizações famintas. É o orgulho, a vaidade, o egocentrismo, que leva o homem as grandes obras e as grandes misérias sociais.

 






Por: Ernani Serra 
Pensamento: O cimento é mais importante para os governantes do que o povo que os alimentam. O cimento dá status e fama para a glória da eternidade e a sociedade é efêmera.
Ernani Serra