Leitores Online

7 de mai de 2015

Burocracia e Corrupção


A burocracia e a corrupção andam de mãos dadas nas empresas estatais e privadas. Desconfiem das empresas que dificultam os serviços para o público porque são corruptas.

As pessoas que têm dinheiro a receber e seus processos estão engavetados; milhares de processos arquivados ou amontoados; serviços de dragagens cujas repartições ficam brigando para ficar com o serviço; e milhares de outros serviços bloqueados pela burocracia. O que querem é muito simples, querem propinas para facilitar o andamento do processo. 

Não adianta prender os corruptos e deixar as torneiras abertas, se querem acabar com a corrupção tem que mudar toda estrutura contábil de todas as repartições públicas, do Banco Central, do Poder Executivo, Legislativo e do Judiciário com o máximo de segurança para que seja bem elaborada e a prova de corrupção, onde o dinheiro que entra e que sai seja controlado com honestidade da contabilidade moderna. Foi à corrupção que entravou o desenvolvimento e faliu o Brasil.

Os Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e outros países europeus têm lastro-ouro e seus estados têm direitos a lucros para garantir a governabilidade desses países. Por que o Brasil não pode ter direito a lucros? É por essa concepção corrupta que o Brasil está nessa situação crítica e falida, todos os políticos se acham no direito de meter a mão nos cofres públicos porque o dinheiro público não é de ninguém na mentalidade desses políticos corruptos, essas verbas são dos políticos. 

A Petrobras foi assaltada pelos diretores e políticos, ninguém tomou conhecimento desses bilhões de reais, o mesmo acontece nos bastidores dos governos: estaduais e municipais; esses políticos fraudam documentos e metem a mão nos cofres estaduais e municipais sem dó nem piedade, sem remorso e sem vergonha, e ninguém toma providências e fica o dito pelo não dito. 

Esses políticos fazem de conta que estão governando para o povo, mas na verdade estão trabalhando para encher os bolsos e fazer negociatas com os países do primeiro mundo a ponto de deixar o país nas mãos dos banqueiros internacionais inclusive o FMI.

A crise que estamos passando foi programada por uma conspiração de toma lá dá cá, é dando que se recebe

A presidenta do Brasil se quisesse poderia evitar a inflação com a elaboração de um Decreto-Lei de que toda safra de exportação teria que deixar uma porcentagem de 30% no mercado interno para garantir o abastecimento e diminuir os valores das mercadorias e ao mesmo tempo, o imposto de renda deveria taxar as grandes fortunas para não sacrificar e nem penalizar o povo brasileiro como bode expiatório da corrupção, da má gestão. Cobrar os impostos atrasados e colocar em dia as dívidas de todos os sonegadores do Brasil. Em vez de leis fiscais que são impostos que já tem até demais no país, a presidenta deveria baixar as taxas de impostos para o comércio e indústria para que o país começasse a se desenvolver o mais rápido possível com mais exportação e mais dólar no mercado, evitando também a recessão. Com o abastecimento no mercado dos gêneros alimentícios as mercadorias baixariam de preços e o poder aquisitivo do povo iria aumentar controlando a inflação. Com relação à água e a luz elétrica o governo deveria obrigar as multinacionais e o governo estadual e municipal arcarem com as despesas, e isentarem desses aumentos desnecessários ao bolso minguado do trabalhador. O governo federal deveria taxar todas as exportações das riquezas do solo e subsolo que estão sendo pirateadas do país para o exterior. Infelizmente a corda só arrebenta na fibra mais frágil que é o povo que não tem a quem recorrer. Essas e outras medidas em prol da população levaria o Brasil a se livrar da inflação e recessão e evitar as dívidas externas ou pagar essas dívidas o mais breve possível, mas nunca vão fazer isso porque querem que o Brasil continue uma colônia, o povo os seus escravos e os feitores e capatazes os políticos que ajudam a destruir esse país em favor dos senhores de engenho de outros países internacionais. 

Esse equilíbrio fiscal é um látego nas costas do povo, é uma medida impopular e antinacional que não vai surtir nenhum efeito de baixar os preços com taxas mais altas, essa lei é um presente de grego. O que o governo quer é tirar a força o dinheiro do povo para fechar e equilibrar a dívida do governo federal não importa a que preço isso venha acontecer à população. Estão extorquindo o povo para beneficiar as redes bancárias internacionais e deixando o Brasil nas garras desses agiotas oficializados e perdendo a governabilidade do país para essas nações credoras.  Deram o xeque mate no Brasil e a nação deixou de ser brasileira para se tornar uma nação sob intervenção estrangeira com uma nova etnia internacional que vão se denominar de brasileiros no futuro. Os brasileiros de hoje serão os marginalizados e de terceira classe sem nenhum direito, já começaram a tirar os direitos dos trabalhadores e o poder aquisitivo do povo, tudo isso é uma conspiração contra o trabalhador e contra o povo brasileiro. 

Os políticos não estão nem aí para a miséria social brasileira porque estão vivendo muito bem à custa do arrocho fiscal, salarial e da fome da nação. 

 
 




Por: Ernani Serra 
Pensamento: A burocracia e a corrupção são gêmeas siamesas, ambas usam da mesma artimanha para conseguir seu objetivo fraudulento e desonesto.
Ernani Serra